São Paulo anuncia vacinação de 2,2 mil moradores de rua com mais de 60 anos

Prefeito Bruno Covas diz que medida atende solicitação do Ministério Público e da Defensoria Pública; imunização ocorrerá por meio da rede de visitação

Da CNN, em São Paulo
11 de fevereiro de 2021 às 13:52 | Atualizado 11 de fevereiro de 2021 às 14:05
Idoso é vacinado em posto drive-thru na cidade de São Paulo
Idoso é vacinado em posto drive-thru na cidade de São Paulo
Foto: Divulgação - 11.fev.2021/Prefeitura de São Paulo

A prefeitura de São Paulo anunciou que começará a vacinar a partir de sexta-feira (12) 2,2 mil pessoas em situação de rua na cidade com mais de 60 anos.

A medida atende solicitação do Ministério Público e da Defensoria Pública e será feita por meio da rede que faz visitação aos moradores de abrigos ou de pessoas que estão na rua. 

O governo também antecipou para esta quinta-feira (11) o início da vacinação contra Covid-19 para idosos com entre 85 e 89 anos. A imunização nessa faixa etária é realizada nos cinco postos de vacinação drive-thru da cidade.

“A partir de amanhã [sexta-feira], teremos a vacinação de pessoas com mais de 85 anos em todas as 468 UBSs da cidade e, também a partir dessa sexta-feira, vamos começar a vacinar 2.200 moradores em situação de rua com mais de 60 anos”, declarou o prefeito Bruno Covas (PSDB), em nota.

A prefeitura divulgou também balanço e informou que 34.481 idosos com mais de 90 anos receberam a primeira dose da vacina contra Covid-19 até a quarta-feira (10). O número supera a meta de 32.837 idosos com mais de 90 anos estabelecida pelo município.

“Aqui na cidade de São Paulo o SUS é porta aberta, a gente não nega atendimento a ninguém. As pessoas que estão procurando os cinco drive-thru e as 468 UBSs e que tem mais de 90 anos estão sendo atendidas. É normal, nos nossos hospitais municipais, ter atendimento de pessoas de fora", completou o prefeito.

Segunda dose

Também na sexta-feira (12) a cidade começará a aplicar a segunda dose para os profissionais da saúde, idosos em instituições de longa permanência e indígenas que receberam a primeira aplicação no fim de janeiro.

“Já recebemos as 203 mil vacinas necessárias e, a partir dessa sexta-feira, também iniciaremos a vacinação nesse primeiro grupo", informou o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido.