Nova estratégia de vacinação, política de armas e mais de 15 de fevereiro

As notícias mais importantes da noite desta segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Da CNN, em São Paulo
15 de fevereiro de 2021 às 19:37 | Atualizado 15 de fevereiro de 2021 às 20:38

A intenção do Ministério da Saúde de mudar a estratégia de vacinação no país, as mais de 30 alterações na política de acesso a armas sob o governo Bolsonaro e a entrada da vacina de Oxford na lista de aprovadas para uso emergencial pela Organização Mundial da Saúde (OMS) são alguns dos destaques da noite desta segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021.

Inquérito

O Ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou novas ações da Polícia Federal no inquérito que investiga a atuação do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em Manaus. Foram autorizados depoimentos de funcionários da pasta e das secretarias de Saúde do estado e da capital. O acesso a e-mails também foi liberado.

Planos

O Ministério da Saúde pretende apresentar a governadores uma nova estratégia de vacinação para o país. A pasta deve defender que, a partir do próximo lote, sejam priorizados os estados onde há a disseminação da nova cepa do coronavírus.

Produção

A Fiocruz avalia aumentar a capacidade produtiva para compensar a demora no recebimento da matéria-prima para a produção da vacina de Oxford. A ideia seria conseguir processar até 26 milhões de doses por mês.

Armas

O governo bolsonaro já publicou mais de 30 alterações na política de acesso a armas no Brasil desde o começo do mandato. Foram 14 decretos, 14 portarias, dois projetos de lei -- que ainda não foram aprovados -- e uma resolução.

Aprovada

A Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu a vacina de Oxford na lista de imunizantes aprovados para uso emergencial. A decisão amplia o acesso à vacina aos países em desenvolvimento por meio do consórcio Covax Facility.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em https://newsletter.cnnbrasil.com.br