Descoberta sobre a carga viral de nova cepa da Covid e mais de 26 de fevereiro

As notícias mais importantes da noite desta sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Da CNN, em São Paulo
26 de fevereiro de 2021 às 19:05 | Atualizado 26 de fevereiro de 2021 às 19:16

O endurecimento da quarentena no estado de São Paulo, a descoberta sobre a carga viral da cepa do Amazonas e a preparação da Anvisa para inspecionar o laboratório que produz a vacina Covaxin, na Índia, são alguns dos destaques da noite desta sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021.

Novas regras

A Grande São Paulo e mais cinco regiões do estado vão endurecer a quarentena a partir desta segunda-feira (1º). O funcionamento de bares está proibido e restaurantes só podem ficar abertos até 20h na capital paulista. A medida foi adotada pelo governo estadual para tentar conter o avanço da pandemia.

Inspeção

A Anvisa vai inspecionar, na segunda-feira (1º), o laboratório que produz a vacina Covaxin, na Índia. Cinco servidores foram enviados e devem ficar no país até sexta-feira (5). O governo brasileiro assinou contrato para a compra de 20 milhões de doses do imunizante. A expectativa é de que a farmacêutica indiana Bharat Biotech envie o primeiro lote ao Brasil em março.

Cepa

A variante do novo coronavírus identificada no Amazonas tem, pelo menos, o dobro da carga viral da que surgiu na China no ano passado. A afirmação é da Fiocruz Amazônia e tem como base uma análise feita em 500 amostras coletadas pelo novo teste RT-PCR. O resultado explicaria a maior transmissibilidade desta cepa do vírus.

Economia

O mundo pode crescer em 2021 mais que os 5,5% previstos em janeiro. A afirmação é da diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI) durante reunião virtual do G-20. Kristalina Georgieva afirmou que avanços nas vacinas contra a Covid-19 e as ações monetárias e fiscais fazem com que o mundo esteja "no caminho da recuperação".

Conclusão

O relatório da inteligência dos Estados Unidos concluiu que o príncipe saudita Mohammad Bin Salman aprovou a morte do jornalista Jamal Khashoggi, sendo o responsável pela operação na qual ele foi assassinado dentro da embaixada em Istambul, em 2018. O governo Biden entregou o documento ao Congresso.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em https://newsletter.cnnbrasil.com.br