Crianças se escondem de tiroteio em corredor de escola no Rio de Janeiro

‘Mantenham a distância por causa do coronavírus’, alertou professora em meio à cenário de guerra

Leandro Resende
Por Leandro Resende, CNN  
22 de março de 2021 às 15:03 | Atualizado 22 de março de 2021 às 15:08

Um tiroteio ocorrido na última quinta-feira (18) no bairro da Praça Seca, zona oeste do Rio de Janeiro, fez com que crianças buscassem refúgio no corredor de uma escola municipal para se proteger. 

No vídeo, obtido pela CNN e que viralizou nas redes sociais nesta segunda-feira (22), a professora orienta os alunos a se manterem agachados e alerta para que mantenham distância “por causa do coronavírus”. 

“Infelizmente, a gente tem que ficar nessas condições, tendo que ficar no corredor da escola, tendo que se proteger dos tiros, que estão constantes, todas as tardes”, afirma a professora. 

Uma criança pergunta: “tia, como é que a gente vai saber onde é que está o tiro?”. “O tiro está em todas as partes. Ora pertinho, ora se distanciando, mas está muito intenso”, responde a professora. 

A Praça Seca é um bairro na zona oeste do Rio de Janeiro que voltou a ser alvo de disputas intensas entre facções de traficantes e milicianos há pelo menos um ano, de acordo com o relato de uma fonte que investiga milícias no Rio à CNN. Em 2018, um tiroteio no local durou 23 horas. 

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que os alunos foram abrigados em uma parte “mais segura” da Escola Municipal Morvan de Figueiredo. 

“Como é de conhecimento geral, violência é uma questão de segurança pública. Na quinta-feira (18), no entorno da Escola Municipal Morvan de Figueiredo, na Praça Seca, ocorreu um tiroteio. De forma preventiva, os alunos foram abrigados em uma parte mais segura da unidade”.