Começa hoje o "megaferiado" na capital paulista e no estado do Rio de Janeiro

Feriado vai até o dia 4 de abril, Domingo de Páscoa, e pretende diminuir a circulação de pessoas nas cidades

Luana Franzão*, da CNN, em São Paulo
26 de março de 2021 às 05:00 | Atualizado 26 de março de 2021 às 06:28

Começa nesta sexta-feira (25) a antecipação de feriados na cidade de São Paulo e no estado do Rio de Janeiro, que irá até o dia 4 de abril (Domingo de Páscoa). O “megaferiado”, como foi apelidado, durará dez dias e tem como objetivo diminuir a circulação de pessoas, e com isso, evitar um agravamento da pandemia da Covid-19.

Em ambos os casos, as medidas vêm acompanhadas de outras restrições, como toques de recolher e fechamento do comércio.

Os feriados antecipados em São Paulo foram os de Corpus Christi de 2021 e 2022, da Consciência Negra de 2021 e 2022 e o aniversário da cidade em 2022 (25 de janeiro). No Rio de Janeiro, as datas adiantadas foram os feriados de Tiradentes (21 de abril) e de São Jorge (23 de abril), além de três dias excepcionais de feriado decretados pelo projeto.

Fique atento às restrições de cada local:

São Paulo

Na capital paulista, apenas os serviços essenciais poderão funcionar, isto é, farmácias, mercados, clínicas veterinárias, entre outros. Os restaurantes podem funcionar somente para entregas, nem mesmo o “take-away”, quando o cliente vai buscar o alimento no restaurante, pode ser usado.

Até o dia 31 de março, todo o estado está submetido à Fase Emergencial do Plano São Paulo de contenção da pandemia. Isso significa que o acesso às praias não será permitido, pelo menos até esta data. Os shopping-centers e parques estarão fechados.

Praias localizadas no Município de Itanhaém, Baixada Santista
Lotação de praias preocupa autoridades do Estado de São Paulo
Foto: Antonio Molina/FotoArena/Estadão Conteúdo

O rodízio na capital também foi alterado, passando a valer apenas entre às 20h e 5h da manhã, seguindo a ordem tradicional das placas. Dessa forma, os motoristas que possuem o final da placa 1 ou 2 não podem circular a partir das 20h de segunda às 5h de terça, e assim em diante.

Para evitar lotação nas cidades do litoral, os nove prefeitos das cidades da Baixada Santista (Praia Grande, Santos, Bertioga, Guarujá, Peruíbe, São Vicente, Mongaguá, Itanhaém e Cubatão) decretaram lockdown que começou na terça-feira (23). A medida proíbe a locação de casas para turistas, fechamento de bares e restaurantes e bloqueio da orla para permanência na areia ou mar. Especificamente em Santos, foi decretada a proibição da venda de bebida alcoólica entre as 20h e às 6h.

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, a decisão do estado decreta que as praias fiquem abertas apenas para atividade física individual, assim como os parques. Um toque de recolher também entra em vigor, proibindo a permanência em locais públicos entre às 23h e às 5h. A circulação de pessoas é autorizada.

Funcionário da prefeitura do Rio de Janeiro fiscaliza estabelecimentos no Leblon
Funcionário da prefeitura do Rio de Janeiro fiscaliza estabelecimentos no Leblon, na zona sul da cidade
Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio

Os restaurantes ficam fechados para o público, trabalhando apenas com as funções de entrega e retirada no local. Alguns municípios, como a capital e Niterói optaram por tomar medidas ainda mais restritivas que as propostas pelo estado.

Cidades turísticas do estado, como as da Região dos Lagos e da região serrana, também tomaram medidas para evitar uma maior circulação de turistas por conta do feriado. Para entrar em Búzios, por exemplo, é preciso apresentar uma reserva de hotel ou aluguel de local para hospedagem. Petrópolis, que tem 93% dos leitos de UTI ocupados, determinou o fechamento dos pontos turísticos.

A situação da pandemia no país é grave, com março sendo o mês mais mortal desde o início da circulação da Covid-19 no país. As medidas foram tomadas pensando em diminuir os números da circulação do vírus.

*sob supervisão