Fiocruz pede ações de bloqueio ou lockdown por 14 dias para conter a pandemia

Para chegar a esta conclusão, especialistas levaram em consideração o aumento de casos confirmados e óbitos decorrentes da Covid-19

Marcela Monteiro*, da CNN, no Rio de Janeiro
24 de março de 2021 às 15:33 | Atualizado 24 de março de 2021 às 15:44

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recomendou medidas de bloqueio ou lockdown por 14 dias nos estados e capitais que estão com leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no limite. Na avaliação dos pesquisadores da instituição, somente medidas muito mais rígidas são capazes de conter a circulação do novo coronavírus no país. 

Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores levaram em consideração o aumento de casos confirmados e óbitos decorrentes da doença. De acordo com a proposta, prazo ajudaria a reduzir 40% da transmissão da Covid-19.

O dia mais letal 

O Brasil registrou o maior número de mortes diárias pela Covid-19 nesta terça-feira (23), com a confirmação de 3.251 novas mortes nas últimas 24 horas. O país totaliza 298.676 mortes pelo  novo coronavírus.

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) contabiliza um total de 82.493 novos casos confirmados, elevando o total de confirmações para 12.130.019 infectados pela Covid-19.

Belo Horizonte em meio à restrições por conta da pandemia
Comércio fechado em Belo Horizonte devido a restrições para combate da pandemia da Covid-19
Foto: ALLAN CALISTO/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO

Os números desta terça elevaram as médias móveis de casos e de mortes para novos patamares recordes. A média móvel de casos subiu para 76.545 confirmações em média por dia, enquanto a média de mortes passou para 2.436 óbitos por dia.

(*Com informações de Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo)