Crianças de até seis anos são maioria entre as vítimas de violência infantil

Quase metade dos casos são de abuso sexual

Beatriz Puente e Camille Couto, da CNN, no Rio de Janeiro
19 de abril de 2021 às 17:36
crianças e sua mãe
58% das crianças violentadas no Brasil têm entre 0 e 6 anos de idade
Foto: Neil Hall/Reuters

Um levantamento do Programa de Atenção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Violência (FIA/RJ) traçou o perfil das crianças que sofrem com agressões e abusos. No estudo, foi possível identificar que 58% dos casos são de crianças na faixa etária de 0 a 6 anos.

O principal tipo de violência notificada foi o abuso sexual, com 49,3%, seguido pela violência psicológica (24,4%), a violência física (15,6%) e a negligência (10,7%).

Crianças entre 7 e 11 anos de idade são 30% das vítimas, enquanto os adolescentes que sofrem violência correspondem a 12% das vítimas. Segundo o relatório, a preferência dos autores das violência por vítimas mais jovens pode ser explicada pelo fato de crianças mais novas serem mais vulneráveis, e mais sujeitas à manipulação para que mantenham as violações em segredo.

Também foi constatado que as meninas são as que mais sofrem violência. Elas representam 62% das vítimas, enquanto meninos são 37,7%. 

O programa também fez a análise do perfil dos agressores. Segundo o levantamento, o pai é o autor da violência em 40% dos casos, seguido pelo padrasto, com 20%. Há também notificações nas quais o agressor é o avô, tio ou a própria mãe. Esses casos representam 5% das notificações.