Rio vai retomar vacinação de profissionais da educação na próxima semana

No mesmo período, moradores de abrigos, população de rua e presos também serão imunizados

Marcela Monteiro, da CNN, no Rio de Janeiro
21 de maio de 2021 às 11:38
Aplicação de dose da vacina contra a Covid-19 no RJ
Aplicação de dose da vacina contra a Covid-19 na zona central do Rio de Janeiro
Foto: Dikran Junior/Enquadrar/Estadão Conteúdo

A vacinação contra a Covid-19 dos profissionais de educação, das redes pública e privada, será retomada no Rio de Janeiro na próxima segunda-feira (24). A decisão foi anunciada nesta sexta-feira (21) pelo município, durante a coletiva de apresentação semanal do Boletim Epidemiológico.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, a prefeitura conta com uma reserva para imunização de grupos prioritários que será destinada a esses profissionais, sem afetar o calendário existente.

Responsável pela pasta de Educação, Renan Ferreirinha explicou que será necessário apresentar um comprovante no momento da imunização. 

"É a educação como prioridade no Rio. É preciso levar um contracheque que deixe claro que a pessoa trabalha em uma instituição de ensino, ou uma declaração do diretor da unidade. E é para todos os profissionais da educação. Professores, merendeiras, todos da comunidade escolar”, afirmou o secretário.

Trabalhadores da educação com 49 anos ou mais poderão imunizar-se em qualquer posto da cidade. A idade de vacinação vai regredindo um ano por dia, até chegar aos 45 na sexta-feira (28).

A população abrigada em instituições de acolhimento para quem estava em situação de rua também será incluída no calendário de imunização a partir da próxima semana. Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social, são 7.272 pessoas nessa situação. Para esse grupo, não há separação por idade.

“Vamos aos abrigos da prefeitura e privados com a equipe da saúde e da assistência. Temos o cadastro, 7 mil pessoas nessa situação. Os que ainda dormem nas ruas também serão abordados”, afirmou a secretária Laura Carneiro. 

Na mesma data, com os mesmos critérios, será iniciada a vacinação dos detentos que estão em unidades do sistema prisional localizadas na cidade. Segundo a prefeitura, quase dois milhões de pessoas já receberam a primeira dose do imunizante, e cerca 900 mil receberam também a segunda. A meta do município é imunizar 90% da população adulta até outubro.