Novo lockdown em Araraquara começa neste domingo; veja o que abre e o que fecha

Restrições começam ao meio-dia e vão até as 23h59 do próximo domingo (27)

Anna Satie, da CNN em São Paulo
20 de junho de 2021 às 04:30 | Atualizado 20 de junho de 2021 às 15:00

Araraquara, a 270 km de São Paulo, inicia ao meio-dia deste domingo (20) um novo lockdown para tentar conter a transmissão da Covid-19.

As restrições vão até as 23h59 do próximo domingo (27). Até lá, só será permitido circular pela cidade em situações de emergência ou para usar um serviço que esteja funcionando normalmente.

O transporte coletivo será suspenso e a entrada de pessoas que não morem na cidade só será permitida com a apresentação de um teste negativo para o vírus emitido há menos de 48h, ou comprovante de vacinação com mais de 15 dias desde a segunda dose. 

Serviços de entrega de bares e restaurante não poderão funcionar até as 6h de terça-feira (22). Supermercados também ficarão fechados até as 6h de quarta (23), mas podem entregar as mercadorias em domicílio. 

Lojas fechadas em Araraquara
Foto: Divulgação/Prefeitura de Araraquara

 

Quem for parado pela fiscalização deve apresentar a nota fiscal de compra de medicamentos, combustível ou mercadorias; comprovante de vacinação, atestado que comprove ida a serviços de saúde, carteira de trabalho ou equivalente. Os transgressores podem responder por desobediência e infração de determinação do poder público.  

Veja o que abre e o que fecha em Araraquara:

  • Bares e restaurantes podem atender por delivery das 6h às 20h a partir de terça-feira (22);
  • Mercados, açougues, padarias, cerealistas, hortifrutis e outros não podem atender presencialmente até 6h de quarta-feira (23); serviços delivery estão permitidos
  • Agências bancárias podem manter somente os serviços de autoatendimento;
  • Comércio e serviços não-essenciais devem permanecer fechados até o final do período.

Serviços essenciais podem continuar a funcionar normalmente. São eles:

  • Hospitais e postos de saúde para vacinação contra Covid-19;
  • Postos de combustíveis
  • Hospitais e pronto atendimento veterinário;
  • Farmácias;
  • Serviços de comunicação, publicidade e tecnologia, preferencialmente em trabalho remoto;
  • Serviços de transporte de mercadorias;
  • Serviços de logística; hospedagem; segurança privada de pessoas e patrimônio; estacionamentos de veículos em quadras adjacentes a hospitais e instituições de saúde de pronto atendimento;
  • Atividades industriais cuja paralisação acarrete danos à estrutura do estabelecimento e aos respectivos equipamentos ou máquinas, bem como implique no perecimento de insumos;
  • Prestação de serviço de transporte individual de pessoas e animais, inclusive através de aplicativos de transportes;
  • Estabelecimentos de comércio de insumos médico-hospitalares e de higienização e
  • Atividades de autoatendimento

Histórico

A medida foi anunciada na última quinta-feira (17), após três dias consecutivos com a taxa de testes positivos acima de 20%. 

A prefeitura havia estabelecido dois critérios para o fechamento total: se 20% dos testes de Covid-19 fossem positivos por três dias seguidos ou cinco intercalados; ou se 30% das pessoas com sintomas de gripe fossem diagnosticadas com o vírus

"Em Araraquara, atingimos o índice de fechamento das atividades previsto em decreto pelo 3° dia seguido, o que configura a necessidade do lockdown para salvar vidas e para que nosso sistema de saúde não entre em colapso nas próximas semanas", disse o prefeito Edinho Silva (PT) no Twitter.

A cidade do interior paulista foi a primeira a decretar essa medida em fevereiro deste ano. Após dez dias de fechamento, o número de casos e internações caiu drasticamente.