‘A mulher que quer fazer escolhas paga com a vida’, diz Gabriela Manssur

A especialista em violência contra a mulher fala sobre o aumento desse tipo de agressão na quarentena e possíveis soluções para este problema no Brasil

Da CNN,

em São Paulo

Ouvir notícia

 

O programa CNN Nosso Mundo exibido nesta sexta-feira (27) entrevistou a promotora de justiça Gabriela Massur. Em discussão sobre o aumento da violência doméstica durante a quarentena, ela falou sobre a necessidade de informar e falar abertamente a respeito dessas ocorrências, em busca de combatê-las.

A especialista em violência contra a mulher abordou principalmente a necessidade de as vítimas compartilharem suas histórias e denunciarem seus agressores. “É preciso fortalecer a intimidação contra o agressor”.

Ela ainda reforça que, muitas vezes, aqueles que cometem a violência doméstica tentam manipular a percepção da vítima, pelo medo, pela inversão de culpa e pela emoção.

“Todo agressor tenta naturalizar a violência (…) ele sempre sabe quando cometeu alguma violência”.

“Culpa, medo e vergonha forçam o silêncio da vítima”, explicou ela sobre os motivos que muitas vezes levam mulheres agredidas a não se pronunciarem sobre o sofrimento.

“A violência contra a mulher tornou-se banalizada”.

Sobre o perfil das vítimas e dos agressores, Manssur reforça que não existe um estereótipo capaz de enquadrar quem são essas pessoas: “Não há um perfil para agressores e vítimas de violência”.

Ela, entretanto, destaca que por diversas vezes esse tipo de crime é motivado por sentimentos de ciúme e posse, como a necessidade de controle da parceira.

“A mulher que quer fazer escolhas paga com a vida”, afirmou sobre casos em que mulheres são agredidas e mortas, pela simples incapacidade do parceiro em aceitar que elas tenham liberdade e independência.

Leia também:
‘O futuro pode ser construído pela consciência negra’, diz Silvio Almeida
‘Atividade física é a grande aliada contra a depressão’, afirma Marcio Atalla
‘Não investimos no principal, que são as pessoas’, diz Priscila Cruz

Gabriela Manssur é formada em Direito pela Pontíficia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Ela ingressou no Ministério Público do Estado de São Paulo, onde atua como promotora de justiça desde 2003.

Se especializou em Violência Contra a Mulher na Universitá de Roma e atualmente é membro do Comitê Nacional Impulsionador ELES POR ELAS – HE FOR SHE – da ONU Mulheres.

Manssur foi entrevistada por Débora Freitas, Elisa Veeck e Lia Bock, e quem comanda a atração é Luciana Barreto. O CNN Nosso Mundo é exibido às sextas-feiras, a partir das 22h30.

A CNN está no canal 577 nas operadoras Claro/Net, Sky e Vivo. Para outras operadoras, veja aqui como assistir à CNN.

Mais Recentes da CNN