Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Acusado de homicídio, chefe da milícia em Mesquita, no Rio de Janeiro, é preso

    “Maicon Pitbull” estava foragifo da Justiça desde agosto após matar um morador da cidade

    Miliciano "Maicon Pitbull" é preso em Mesquita, no Rio de Janeiro
    Miliciano "Maicon Pitbull" é preso em Mesquita, no Rio de Janeiro Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF)

    Rafaela Cascardoda CNN

    do Rio de Janeiro

    O homem apontado como chefe da milícia que atua no bairro de Jacutinga, em Mesquita, no Rio de Janeiro, foi preso nesta terça-feira (28).

    O miliciano Maicon de Souza Castorino, conhecido como “Maicon Pitbull”, foi encontrado na casa de parentes, também em Mesquita. Ele estava sendo monitorado pela equipe da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) há 10 dias.

    De acordo com a polícia, ele é acusado de matar Rodrigo da Silva Wendt, morador do município, por causa de desavenças pessoais, em agosto deste ano.

    A vítima e um parente estavam em Jacutinga quando o autor do crime se aproximou em um carro. Maicon anunciou que mataria o homem e, então, deu dois tiros nas costas de Rodrigo.

    Com a vítima já caída, o criminoso fez mais dois disparos em direção à cabeça. O familiar de Rodrigo conseguiu fugir do local e não se feriu.

    As investigações apontaram que Rodrigo teria sido morto por estar cometendo pequenos delitos no bairro, o que desagradou o miliciano. Maicon estava foragido da Justiça desde o crime.

    A DHBF afirmou que vai continuar realizando operações para a captura desses criminosos, e que qualquer denúncia pode ser realizada por moradores através do Disque-Denúncia da unidade, com garantia de sigilo absoluto. O telefone é (21) 99805-4394.