Animais silvestres vindos das Américas e África são apreendidos em Santa Catarina

Denúncia dizia que sujeito de 27 anos estava oferecendo animais pelo WhatsApp; homem alega manter espécies como hobby

Operação recupera 36 animais em domicílio em Blumenau
Operação recupera 36 animais em domicílio em Blumenau Divulgação/Polícia Militar Ambiental

Ada Van Deursenda CNNBruna Festada CNN*

em São Paulo

Ouvir notícia

Várias espécies de animais silvestres de origem africana, norte-americana e da América Central foram apreendidas na manhã dessa terça feira (19) pela Polícia Militar Ambiental de Blumenau, em Santa Catarina.

Dos 36 animais encontrados em cativeiro ilegal, 33 eram exóticos, sendo eles 13 serpentes, 13 anfíbios e sete peixes. Além disso, foram confiscadas três aves nativas. Não há estimativa do valor “comercial”.

De acordo com a denúncia recebida, o homem encontrado estaria oferecendo as espécies via WhatsApp, mas no momento da prisão alegou manter os animais por hobby.

O sujeito, de 27 anos, foi detido, mas não ficará preso, respondendo criminal e administrativamente por ter cometido os crimes previstos no artigos 29, § 1º, inciso III, § 3° e 31 da Lei Federal 9.605/98.

Polícia encontrou 33 animais exóticos / Divulgação/Polícia Militar Ambiental

Apesar dos dados mais recentes apontarem que a pena prevista para este tipo de crime seja de três meses a um ano com multa, há dois projetos tramitando no Senado — um da senadora Rose de Freitas (Podemos-ES) e outro do senador Confúcio Moura (MDB-RO) — propondo que a pena seja mais dura para quem trafica animais silvestres.

Conforme o texto do senador, o comércio ilegal de animais movimenta até US$20 bilhões por ano, tendo a participação do Brasil em 5 a 15% deste total e, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), é a terceira atividade clandestina que mais gera dinheiro, ficando atrás apenas do tráfico de drogas e armas. A Polícia também confirmou os dados.

 

*Sob supervisão de Giulia Alecrim

Mais Recentes da CNN