Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Após 3 anos da morte de Henry Borel, pai anuncia nascimento de filha: “Você vai ser muito amada”

    Leniel Borel busca Justiça para o filho desde 2021, quando ele foi assassinado

    Após 3 anos da morte de Henry Borel, pai anuncia nascimento de filha: "Você vai ser muito amada"
    Após 3 anos da morte de Henry Borel, pai anuncia nascimento de filha: "Você vai ser muito amada" Reprodução

    Thomaz Coelhoda CNN*

    Leniel Borel, que teve o seu filho, Henry, morto em um crime de repercussão nacional há três anos, anunciou o nascimento de sua segunda filha, Valentina, nesta segunda-feira (22).

    A notícia foi divulgada por meio de um vídeo no Instagram, onde Leniel e sua esposa, a médica Larysse Borel Neves, compartilham suas expectativas enquanto aguardavam o parto.

    Larysse Borel Neves expressou nas redes: “Muito ansiosa, muito feliz, muito grata a Deus por estar me dando essa oportunidade. É um momento muito especial e único nas nossas vidas.”

    Leniel falou sobre ter revelado o nascimento da filha apenas perto da data: “A gente manteve a privacidade, não fica se expondo, mas esse é o nosso momento, um momento único.”

    Relembre o caso Henry Borel:

    Henry Borel, de 4 anos, morreu no dia 8 de março de 2021, em um apartamento no Rio de Janeiro onde morava com a mãe, Monique Medeiros, e o padrasto, Dr. Jairinho, médico e vereador.

    O laudo de necropsia do Instituto Médico-Legal (IML) indicou que a criança sofreu 23 ferimentos pelo corpo e a causa da morte foi “hemorragia interna e laceração hepática”. As lesões incluíam hemorragias na cabeça, no nariz, hematomas no punho e no abdômen, contusões no rim e nos pulmões, além de rompimento do fígado.

    Henry Borel, de 4 anos, morreu em 8 de março
    Henry Borel, de 4 anos, morreu em 8 de março; padrasto e mãe falam em acidente, mas polícia investiga agressão / Foto: Reprodução/Instagram

    Monique Medeiros e Dr. Jairinho foram presos temporariamente em 8 de abril de 2021. No mesmo dia, Dr. Jairinho foi expulso do partido Solidariedade, onde estava em seu quinto mandato, e foi posteriormente cassado em junho do mesmo ano. Seu registro médico foi cancelado pelo Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj).

    Atualmente, Jairinho e Monique estão presos preventivamente por tempo indeterminado e aguardam o júri popular.

    Desde o ocorrido, Leniel Borel tem buscado Justiça para o filho e fundou a Associação Henry Borel no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio, em 2022. A associação presta poio a crianças e adolescentes vítimas de violência.