Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Após forte ressaca, funcionários da Prefeitura do Rio retiram areia da avenida da praia no Leblon

    Eduardo Paes pediu que motoristas busquem alternativas já que o trânsito na avenida Delfim Moreira segue fechado

    Funcionários da Comlurb, empresa de limpeza urbana do Rio de Janeiro, trabalham para retirar areia da orla
    Funcionários da Comlurb, empresa de limpeza urbana do Rio de Janeiro, trabalham para retirar areia da orla JOSE LUCENA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO

    Flávio Ismerimda CNN

    São Paulo

    Funcionários da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb), empresa de limpeza urbana do Rio de Janeiro, trabalham, nesta segunda-feira (6), para retirar areia da avenida Delfim Moreira, na praia do bairro do Leblon, trazida pela ressaca que atingiu a capital fluminense.

    O prefeito Eduardo Paes (PSD) pediu para que motoristas busquem caminhos alternativos enquanto as equipes da Comlurb limpam a via. A área de lazer também está fechada para limpeza.

    No domingo, os efeitos de um ciclone que estava em alto mar agitaram a costa e causaram uma ressaca que fez a água do mar avançar sobre a orla e a avenida Delfim Moreira.

    Nas redes sociais, imagens de banhistas que curtiam a praia viralizaram. O fenômeno assustou até quem estava no calçadão e na ciclovia.

    Bombeiros buscam adolescente que desapareceu no mar

    O Corpo de Bombeiros retomou, nesta segunda-feira, as buscas pelo adolescente de 16 anos que desapareceu no mar da praia de Ipanema, bairro vizinho ao Leblon. Ele participava de uma excursão ao litoral do Rio.

    Parte do litoral da região Sudeste do Brasil está, nesta segunda-feira, sob alerta de ressaca emitido pelo Centro de Hidrografia da Marinha. São esperadas ondas de até 3,5 metros entre as cidades de Ilha Comprida, em São Paulo, e São João da Barra, no Rio de Janeiro.

    São Paulo também foi alvo de efeitos do ciclone extratropical. Mais de dois milhões de pessoas ficaram sem luz no estado após a passagem da frente fria provocada pelo fenômeno. Ventos de mais de 100 km/h provocaram a queda de 270 árvores e deixaram mais de 500 semáforos desligados.

    Nesta segunda-feira, a previsão é de dia ensolarado sem chuva em quase toda a região Sudeste, segundo a Climatempo. Pode chover em áreas isoladas do estado de Minas Gerais.

    Veja também: Mar invade calçadão na Zona Sul do Rio de Janeiro