Após recordes de calor, RJ registra quase cinco vezes mais incêndios em janeiro

De acordo com Bombeiros, foram registrados 2.040 combates a incêndio florestal em janeiro de 2021

Lucas Janone, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

 

Após registrar o mês de janeiro mais seco dos últimos 24 anos, o Rio de Janeiro pegou fogo no primeiro mês de 2021. O estado fluminense teve quase cinco vezes mais focos de incêndios em vegetação, quando comparado com o mesmo período em 2020.  

As informações são do Corpo de Bombeiros do estado em levantamento à CNN.

De acordo com a corporação, foram registrados 2.040 combates a incêndio florestal em janeiro de 2021. No mesmo mês do ano passado, os bombeiros atuaram no controle de 457 ocorrência de fogo em vegetação. 

Os recordes de temperatura e a onda de calor na cidade do Rio de Janeiro durante o primeiro mês do ano influenciaram no aumento dos focos de incêndio, segundo a meteorologista da Climatempo, Angela Ruiz.  

“Temperaturas máximas acima de 30 graus em 24 dias do mês de janeiro e sem chuva significativa causaram o aumento nos incêndios”, destacou a meteorologista. 

Conforme foi noticiado pela CNN, a sensação térmica, em certos dias na capital fluminense térmica beirou os 50 graus e casou aglomerações nas praias da cidade mesmo durante a pandemia de Covid-19.

 

Mais Recentes da CNN