Arremeter é procedimento normal, diz engenheiro aeronáutico sobre acidente em SP

Um corpo carbonizado foi encontrado perto dos destroços, segundo o Corpo de Bombeiros

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, o engenheiro aeronáutico Adalberto Febeliano falou sobre a queda de uma aeronave de pequeno porte nesta quarta-feira (8), na avenida Braz Leme, zona norte de São Paulo, perto do aeroporto Campo de Marte.

O Campo de Marte afirmou, via assessoria de imprensa, que o avião tentou aterrissar e, quando foi arremeter, caiu.

Segundo Febeliano, arremeter é um procedimento “absolutamente normal e corriqueiro da aviação”. “Quando o piloto vem para pouso, e não está satisfeito com as condições técnicas, como por conta da pista, porque está chovendo muito ou por problemas técnicos, deve acelerar o avião e arremeter. Não é um procedimento arriscado”, falou.

É preciso, portanto, esperar as investigações. “Porque, aparentemente o avião tinha um problema técnico, mas não tem como falar sobre o risco efetivo dessa arremetida antes de entender que tipo de problema técnico era”, disse.

Assista e leia também:

Avião de pequeno porte cai na zona norte de SP e deixa um morto

O engenheiro aeronáutico falou ainda que é seguro sobrevoar por São Paulo com aeronaves menores. “Mas nós temos no Brasil uma péssima mania de construir casas próximas ao aeroporto. Quando o Campo de Marte foi construído, no começo do século passado, não tinha casa nenhuma em volta. Quando [o aeroporto de] Congonhas foi construído, na década de 30, era um deserto na região. Mas as pessoas gostam de morar perto do aeroporto, e efetivamente, onde se tem aeroporto a chance de ter um acidente é maior”, avaliou.

 

 

Mais Recentes da CNN