Auxílio a Petrópolis, despedida de Barroso do comando do TSE e mais de 17 de fevereiro

5 Fatos Tarde, apresentado por Iara Oliveira, repercute as principais notícias do Brasil e do mundo

Fernanda Pinottida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Auxílio de R$ 30 milhões para os danos causados por enchentes em Petrópolis, no Rio de Janeiro, e despedida do ministro Luís Roberto Barroso da presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estão entre os destaques de 17 de fevereiro de 2022.

Doação para Petrópolis

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, sancionou nesta quinta-feira (17) o projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro com uma doação de R$ 30 milhões para que a cidade de Petrópolis se recupere dos efeitos das enchentes, que deixaram mais de 100 mortos.

Força tarefa do governo federal

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi a Petrópolis nesta quinta (17), como parte da força tarefa que o governo federal montou para auxiliar o município. Ele é o primeiro ministro enviado pelo governo federal ao local. Na sexta (18) está prevista a ida do presidente Jair Bolsonaro (PL) e outros ministros.

Tribunal Superior Eleitoral

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou que a liberdade de expressão é importante e precisa ser protegida contra aqueles que a utilizam para destruir a democracia. Ele também declarou que o TSE montou uma estratégia de guerra contra a desinformação. Esta quinta (17) foi sua última sessão como presidente da instituição.

Auxílio para produtores rurais

O governo federal está preparando um pacote de ajuda a produtores rurais que sofreram prejuízos no início do ano por conta de estiagens nas regiões Sul e Centro-Oeste. As medidas, que envolvem a oferta de linhas de financiamento e a transferência de tecnologia rural, estão sendo elaboradas pelo Ministério da Agricultura.

Tensão entre Rússia e Ucrânia

Os Estados Unidos alegam que as forças russas adicionaram 7.000 soldados na fronteira do país com a Ucrânia. As informações contrastam diretamente com as alegações de Moscou, de que estava recuando suas tropas.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN