Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Avião da Gol fica preso à pista do aeroporto de Congonhas por afundamento no asfalto

    Concessionária informa que operações do aeroporto não sofreram grande impacto pelo problema

    Em nota, a Gol reforça que tomou medidas necessárias visando a segurança dos passageiros
    Em nota, a Gol reforça que tomou medidas necessárias visando a segurança dos passageiros REUTERS/Paulo Whitaker

    Da CNN*

    A pista do aeroporto de Congonhas sofreu problemas estruturais na tarde de sexta-feira (8), o que impossibilitou o taxiamento e decolagem de um avião da Gol.

    A concessionária do aeroporto paulistano, Aena, informa que “uma das pistas de taxiamento do aeroporto de Congonhas sofreu uma desagregação do pavimento, impedindo a movimentação de uma aeronave da companhia aérea Gol”.

    Após o avião ficar preso na pista de Congonhas, a equipe do aeroporto foi acionada para desembarcar os passageiros. O voo G3 1490 foi transferido para outra aeronave.

    Em nota, a Gol reforçou que as “ações referentes a este voo foram tomadas com foco na segurança, valor número 1 da companhia”. Confira a nota da Gol na íntegra ao final da matéria.

    Segundo a Aena, o acontecido não gerou “grandes impactos” na operação do aeroporto, que seguiram “utilizando outra pista de taxiamento para acesso e saída da pista de pouso e decolagem principal”.

    “O ocorrido não provocou nenhum cancelamento, entretanto, 29 atrasos foram relacionados ao evento nesta sexta-feira”, afirma a concessionária.

    Nota da Gol

    A GOL informa que durante a movimentação da aeronave em direção a pista de decolagem do voo G3 1490, que seguiria de Congonhas (CGH) para Vitória (VIX) na tarde desta sexta-feira (08/12), o asfalto da pista de taxiamento do aeroporto paulistano apresentou um afundamento que impossibilitou a realização deste voo nesta aeronave.

    Todos os clientes foram desembarcados em segurança e seguiram em outra aeronave para o destino. A GOL reforça que as ações referentes a este voo foram tomadas com foco na Segurança, valor número 1 da Companhia.

    Para mais informações sobre as causas do incidente na pista de Congonhas, a GOL orienta que a concessionária que administra o aeroporto seja procurada.

    *Publicado por João Nakamura, sob supervisão de Lígia Tuon

    Veja também: Em agosto, uma mensagem errada da Azul interrompeu as operações no Aeroporto de Congonhas