Bombeiros ainda combatem incêndio no Parque Estadual do Juquery, na Grande SP

Chamas atingiram o parque neste domingo e já devastaram mais de 60% de sua área total; 'chuva de fuligem' chegou até a capital

Rafaela Larada CNN*

em São Paulo

Ouvir notícia

O Corpo de Bombeiros ainda combate focos de incêndio no Parque Estadual do Juquery, em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, na tarde desta segunda-feira (23).

O fogo no parque começou neste domingo (22) por volta das 9 horas e já consumiu mais de 60% do local. Nesta segunda, uma nova operação, que conta com o apoio do helicóptero Águia da Polícia Militar, foi desencadeada para conter os focos. Ao todo, cerca de 70 bombeiros participam da ação.

Segundo a prefeitura de Franco da Rocha, as chamas começaram após a queda de um balão no parque. O tempo seco na região também contribuiu para a propagação das chamas. Uma “chuva de fuligem” atingiu a capital neste domingo.

De acordo com a prefeitura, a contenção das chamas continua nesta segunda até que todos os focos de incêndio possam ser apagados.

Segundo o Corpo de Bombeiros, da meia-noite desta segunda até às 13h35, a corporação foi acionada 213 vezes para ocorrências de fogo em mato. Franco da Rocha, na Grande SP, o pico do Jaraguá, na capital, e o bairro da Cidade Tiradentes, na zona leste, estão entre locais que mais receberam relatos de incêndios.

Prisões de suspeitos de soltar balões

De acordo com a secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP), onze homens foram detidos neste domingo (22), suspeitos de terem soltado balões em diversas regiões do estado. Sete foram levados à Delegacia de Franco da Rocha – um homem de 44 anos confessou os fatos, foi preso em flagrante e solto após pagamento de fiança. Os demais foram ouvidos e liberados.

O caso foi registrado como fabricar, vender, transportar ou soltar balões. Em Itaquaquecetuba, três homens são investigados após guardas municipais encontrarem artefatos utilizados na soltura e confecção de balões em diversos veículos, no Jardim Mônica.

Em Jacareí, a Polícia Militar Ambiental deteve um homem, de 37 anos, flagrado cordas no local de uma queda de balão. O material foi apreendido e caso encaminhado para o 1º DP da cidade para esclarecimento dos fatos.

*Com informações de Henrique Andrade e Carolina Figueiredo, da CNN, em São Paulo

Mais Recentes da CNN