Bombeiros ficam soterrados em desabamento de gruta no interior de São Paulo

Segundo a Polícia Militar do Estado de São Paulo, pelo menos 9 vítimas permanecem soterradas

Da CNN

Ouvir notícia

A Gruta de “Duas Bocas”, no município de Altinópolis, região de Ribeirão Preto, desabou neste domingo (31) durante treinamento de bombeiros civis e deixou vítimas soterradas.

Um óbito já foi confirmado Segundo o Corpo de Bombeiros, das 28 pessoas que participavam da ação. Uma pessoa foi resgatada e 18 não sofreram o acidente.  As informações foram publicadas no Twitter do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP) e no Facebook da prefeitura de Altinópolis

O acidente aconteceu na gruta de “Duas Bocas”, localizada dentro de propriedade particular, a Fazenda do Rancho 65, localizada na zona rural do município, às 3h deste domingo.

Em nota, a prefeitura de Altinópolis informou que um “grupo com 12 pessoas estaria realizando um treinamento particular para bombeiros civis, oferecido por uma empresa privada do Município de Batatais”.

“O grupo ou o proprietário da fazenda não realizou qualquer contato prévio com a Prefeitura Municipal para informar acerca das atividades que seriam realizadas. A defesa civil, neste momento, está atuando junto com os bombeiros e com o apoio da Prefeitura Municipal nas ações de socorro”, escreveu a nota.

Resgate

O governo do Estado de São Paulo informou que montou uma força tarefa com quatro equipes do Corpo de Bombeiros, técnicos da Defesa Civil e um geólogo especialista em salvamento para o resgate. O PMESP afirma ter empenhado quatro viaturas e 15 bombeiros com apoio do SAMU e policiamento no atendimento.

O governador de São Paulo, João Doria, afirmou no Twitter que empenhou todos os recursos possíveis para o salvamento das vítimas.

“Acompanho com muita atenção o resgate de bombeiros civis que ficaram presos no desabamento de gruta em Altinópolis, interior de SP. Determinei todo apoio e recursos necessários p/ o salvamento. Há pouco, avião da PM de SP decolou c/ geólogos e Defesa Civil p/ ajudar no resgate”, escreveu.

Segundo o governo estadual, desde o início da madrugada, quatro equipes do Corpo de Bombeiros trabalham no atendimento e salvamento das vítimas.

Um grupo de especialistas em resgate, acompanhado por técnicos da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil e um geólogo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), decolou em um King Air da PM às 11h30 do aeroporto Campo de Marte, em São Paulo, rumo ao município para reforçar o trabalho.

Equipes do Grupo de Atendimento em Emergência e Desastre (GEAD) do Corpo de Bombeiros também estão a caminho do local para auxiliar nas buscas.

Dois helicópteros Águia estão disponíveis para apoiar as ações das equipes, que contam com o reforço do policiamento territorial. Até o momento, cinco vítimas foram socorridas aos serviços médicos da região, informou o governo estadual.

(Produzido por Bianca Camargo; publicado por Kaluan Bernardo e Camila Neumam)

ATUALIZAÇÃO: Uma versão anterior deste texto falava em 26 pessoas que faziam o curso na gruta — número inicialmente divulgado pelo corpo de bombeiros da PMESP. O número foi atualizado às 14h17 do dia 31/10/2021 pela própria instituição, que agora fala em 28 pessoas. Também havia uma discrepância, notada pela CNN, entre a prefeitura de Altinópolis e o Corpo de Bombeiros da PMESP, em relação ao local do acidente. Agora ambos confirmam que o desabamento aconteceu na gruta de Duas Bocas.

Mais Recentes da CNN