Brasil pode ter linhagem mais contagiosa da Covid-19, aponta estudo

Pesquisa pretende explicar a alta carga viral em pacientes assintomáticos

Ouvir notícia

Um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) investiga as mutações genéticas do novo coranavírus no Brasil. De acordo com o estudo, existe suspeito de que o vírus que circula no país é mais contagioso do que o encontrado em outras regiões.

Em entrevista à CNN, na manhã desta sexta-feira (21), Renan Pedra, pesquisador da  universidade mineira, explicou os resultados da pesquisa e avaliou o cenário da doença no país.

“Nós ainda estamos em estudo e avaliando a posssibilidade de ter esta linhagem mais contagiosa. O que já descobrimos é que existem pessoas que se mantém completamente assintomáticas diante a infecção e, ao mesmo tempo, com cargas virais extremamente altas. Isso quebra um pouco da lógica que a gente tem para o vírus. Estamos tentando entender o que acontece com estas pessoas”, explica. 

Leia também:

Covid-19: É possível ser infectado mais de uma vez pelo novo coronavírus?

Entenda o papel da vitamina D na prevenção da Covid-19

Plasma convalescente: como funciona a técnica no combate à Covid-19

ilustração vermelha coronavírus
Ilustração vermelha do novo coronavírus
Foto: Reprodução/Pixabay

De acordo com o especialista, a alta de casos assintomáticos no país preocupa a comunidade científica. Para ele, a testagem de pessoas sintomáticas não mostra o real status da doença. 

“Existem diferenças entre os vírus dentro do Brasil e entre os demais países. A gente sabe que a maioria das pessoas infectadas pelo vírus no Brasil não manifestam sintomas ou manifestam pouco e isso é um grande problema para o controle do vírus.  Portanto, estamos testando, exclusivamente, as pessoas que têm sintomas, o que é um ponto de atenção. Devemos testar mais a população”, concluiu.

(Edição: Leonardo Lellis)

Mais Recentes da CNN