Brasil precisa cumprir acordos e honrar metas, diz líder indígena

Sinéia do Vale Wapichana fará um discurso na Cúpula de Líderes sobre o Clima nesta quinta-feira (22)

Produzido por Isabel Campos e Elis Franco e texto por Renato Barcellos, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A líder indígena Sinéia do Vale Wapichana disse nesta quarta-feira (21) que acordos climáticos são feitos para serem cumpridos e que o Brasil precisa honrar suas metas.

Em entrevista exclusiva ao Expresso CNN, a gestora ambiental – que fará um discurso na Cúpula de Líderes sobre o Clima nesta quinta-feira (22) – afirmou que vê com preocupação os alagamentos, queimadas e desmatamento que tem ocorrido na floresta amazônica.

“Esses efeitos são recorrentes em áreas de floresta. Eu tenho, sim, uma preocupação, porque os acordos, como o de Paris, são feitos para que os países cumpram suas metas e a gente precisa que o Brasil cumpra suas metas. São preocupantes esses acontecimentos. Temos que tratar isso através de políticas públicas. Povos indígenas têm sido a barreira nessa questão de desmatamento”, ressaltou.

Sinéia também adiantou o assunto que será a pauta principal do discurso que será feito nesta quinta-feira, por volta das 12h45. De acordo com ela, o foco será em mudanças climáticas e o enfrentamento delas.

Segundo a líder indígena, o discurso vai mostrar como o Brasil trata as questões de políticas públicas e também ressaltar a percepção e “buscativas” de povos indígenas em relação ao tema.

“Não tem sido fácil o enfrentamento de mudanças climáticas por povos indígenas no Brasil e no mundo”, adiantou.

Ironia de Salles

Sobre uma recente postagem do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ironizando o uso de celulares por indígenas, a gestora afirmou estar “tranquila” e disse que o uso da tecnologia é aliado aos conhecimentos tradicionais.

“[Celulares] são ferramentas que nos ajudam a colocar na mesa os nossos conhecimentos sobre mudanças climáticas. A gente pode olhar as duas coisas juntas, que nos ajudam a monitorar e vigiar as terras indígenas, já que alguns órgãos deixam a desejar. A gente tem que buscar ferramentas que nos ajudem a fazer um monitoramento do nosso território. Usar tecnologia não tira o nosso conhecimento”, indagou.

Nesta terça-feira (20), o ministro do Meio Ambiente fez uma postagem ironizando índios que protestaram em Brasília contra a proposta que permite a mineração nas terras indígenas. 

Salles publicou três fotos de indígenas com celulares nas mãos e escreveu: “recebemos a visita da tribo do iPhone”.

A líder indígena Sinéia do Vale Wapichana conversou com a CNN sobre a Cúpula do
A líder indígena Sinéia do Vale Wapichana conversou com a CNN sobre a Cúpula do Clima (21.abr.2021)
Foto: Reprodução / CNN

Mais Recentes da CNN