Butantan inicia cadastro em Serrana (SP) para estudo de vacinação em massa

Pesquisa na cidade do interior paulista busca estudar a efetividade da vacinação em toda a população maior de 18 anos com a Coronavac

Julyanne Jucá, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Começa nesta quinta-feira (11) o cadastro de moradores da cidade de Serrana para o início da vacinação em massa contra a Covid-19. Desenvolvida pelo Instituto Butantan, a pesquisa na cidade do interior paulista busca estudar a efetividade da vacinação em toda a população maior de 18 anos.

“Todos os estudos clínicos de fase 3 que foram apresentados até o momento, por todas as vacinas, foram estudos com o objetivo de avaliar a eficácia. Ou seja, o nível de proteção que a doença tem em relação a doença. A eficiência da vacinação, de uma forma bem simples, é determinar qual o efeito da vacinação em massa sobre a evolução da epidemia. Há sete meses, nós desenhamos além do estudo de eficácia o estudo de eficiência e que recebeu o nome inicialmente de “PROJETO S”. S de secreto. O objetivo inicial é exatamente esse: Qual é o efeito da vacinação em massa sobre o curso da epidemia?”, disse o diretor do Butantan, Dimas Covas, em coletiva de imprensa do último dia 8.

Profissional da Saúde é imunizada com a Coronavac em São Paulo
Profissional da Saúde é imunizada com a Coronavac em São Paulo
Foto: Divulgação 17.jan.2021/ Governo de São Paulo

 O “Projeto S” será realizado utilizando a vacina da Coronavac em cerca de 30 mil adultos da cidade de Serrana – que possui cerca de 45 mil – e deverá começar em 17 de fevereiro. O estudo foi desenvolvido pelo Instituto Butantan e é realizado em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde de SP e com a Prefeitura da cidade, após aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e avaliado pela Anvisa.

O cadastro para participar do estudo é realizado de quarta a sexta, entre 14h e 20h30 e aos finais de semana entre 8h e 15h30, em escolas direcionadas pela Prefeitura. Já quem fez o cadastro, pode se informar sobre o local e período de vacinação de segunda à sexta, entre 08h e 11h e entre 13h e 16h, nos postos de saúde, na Prefeitura, no serviço social e nas escolas infantis.

A Prefeitura de Serrana explicou que a cidade foi dividida em 25 áreas e a vacina será ofertada a todos os adultos destas áreas de forma sequencial e em quatro etapas, com o objetivo de mapear a quantidade e a situação das pessoas que foram infectadas pela Covid-19 – antes e depois da vacinação. “Espera-se que, dessa forma, a vacina reduza os casos entre todos os moradores das áreas que participam do estudo.”

Eduardo Borges, diretor do Hospital Estadual de Serrana, colocou que “o estudo exige rigor científico. Serrana vai virar um polo e ganhará projeção no mundo inteiro” com a iniciativa. Segundo Dimas Covas, é o primeiro estudo dessa natureza sendo realizado no mundo inteiro.

Atualmente, Serrana concentra 2.365 casos de coronavírus e 52 mortes. No Plano SP, a cidade está em uma região da fase laranja, Ribeirão Preto, com o comércio, restaurantes e outros setores funcionando com medidas mais restritivas.

Mais Recentes da CNN