Cametá (PA) tem noite violenta e assalto a banco; governo envia reforço policial

Durante a madrugada, moradores da cidade do interior do Pará compartilharam vídeos mostrando tiros e a ação de uma quadrilha

Por Diego Freire e Victória Cócolo,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 
A Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará (Segup) confirmou, na madrugada desta quarta-feira (2), o envio de reforço policial para a cidade de Cametá, no interior do estado, após o assalto a pelo menos uma agência bancária no município.

Durante a madrugada, moradores da cidade compartilharam vídeos mostrando tiros e a ação de uma quadrilha assaltando uma agência bancária, com reféns.

Leia também:
O que se sabe sobre a madrugada de violência em Cametá, no Pará
Veja imagens da madrugada violenta com assalto a banco e reféns em Cametá (PA)
Fogo, bomba e dinheiro espalhado no chão: Criciúma tem noite de ataque criminoso

Segundo apuração do repórter Gabriel Pinheiro com a polícia militar local, para a CNN Brasil, uma pessoa foi morta durante a ação. Ainda não há informações sobre a identidade da vítima, mas a polícia acredita que seja um civil feito de refém pelos criminosos.

Ainda não há notificações de prisões.

Quadrilha assaltou um banco e fez pessoas reféns em uma praça em Cametá (PA)
Um grupo de criminosos assaltou um banco e fez pessoas reféns em uma praça
Foto: Reprodução – 02.dez.2020 / CNN

Após a confirmação do caso, a Segup informou que enviou à cidade equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), do Batalhão de Ações de Cães (Bac), da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE) e duas aeronaves do Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (Graesp).

Em postagem nas redes sociais, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB) diz que entrou em contato com a cúpula de segurança do estado para tomar ações.

“Já estou em contato com a cúpula da segurança pública do Estado, acompanhando as providências que estão sendo tomadas neste episódio, no município de Cametá”, disse.

“Não mediremos esforços para que o quanto antes seja retomada a tranquilidade e os criminosos sejam presos. Minha total solidariedade ao povo cametaense”, acrescentou o governador.

Assalto em Criciúma

O assalto em Cametá ocorre na madrugada seguinte a uma grande ação de criminosos em Criciúma, no sul de Santa Catarina.

Na madrugada da terça-feira (1º), um policial Militar e um segurança foram baleados e seis funcionários da Prefeitura foram feitos de refém na ação de uma quadrilha especializada em assalto a bancos, no centro da cidade catarinense. 

De acordo com o comandante do 9º batalhão, Cristian Dimitri Andrade, os criminosos estavam fortemente armados. A quadrilha atacou a fachada do prédio do batalhão com tiros e colocou fogo em um caminhão que estava em frente ao local.

Comandantes da Polícia Militar e o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), realizaram uma entrevista coletiva nesta terça-feira (1º) para dar detalhes sobre o assalto em Criciúma. Segundo as autoridades, foi o maior roubo já ocorrido no estado.

“Já se iniciou o trabalho de investigação desse que podemos afirmar ser o maior roubo, de maiores proporções já acontecido no estado de Santa Catarina”, afirmou o delegado Anselmo Cruz, da delegacia de roubos e antissequestro do estado.

Mais Recentes da CNN