Capitais brasileiras batem recordes de calor nesta quinta-feira

Maior parte do país tem sol forte, ar seco e calorão

Termômetro marca 39ºC na zona sul de São Paulo
Termômetro marca 39ºC na zona sul de São Paulo Foto: Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo (10.set.2020)

Anna Satie, da CNN em São Paulo

Ouvir notícia

Capitais brasileiras bateram recorde de calor nesta quinta-feira (10), apesar de ainda estarmos em pleno inverno. 

Sol forte, ar seco e calorão predominam em todo o país, exceto pelos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. 

Os estados mais quentes são no norte, nordeste e centro-oeste do país. Em Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Rondônia, Tocantins, Pará, Maranhão e Piauí as temperaturas ficaram perto dos 40º C.

Em Cuiabá, a máxima foi de 42º C, maior do que o recorde estabelecido pelo dia anterior, de 41,8º C. Campo Grande manteve a temperatura recorde atingida na quarta-feira (9), de 38º C. 

Leia também:

O que fazer se você estiver suando de máscara?

São Paulo também bateu o recorde de calor do ano, próximo dos 34º C. Antes, a maior temperatura havia sido em 27 de janeiro, 33,7º C. 

Termômetros nas ruas da capital marcavam até 39º C, como registrado na zona sul, na avenida Prof. Noé de Azevedo.

De acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) da prefeitura, os próximos dias serão marcados por temperaturas bem acima da média histórica para setembro, superando os 32º C. 

Para manter-se fresco e hidratado, especialistas recomendam alimentação leve, evitar exposição ao sol entre as 10h e 16h e beber muita água. 

Tópicos

Mais Recentes da CNN