Chuvas e temperaturas baixas marcam a chegada da primavera no Brasil

São Paulo terá temperatura máxima de 16°C nesta terça-feira

Da CNN

Ouvir notícia

A primavera começa oficialmente nesta terça-feira (22), às 10h31. A estação marca a transição do inverno seco e frio para o verão úmido e quente. Chuvas e temperaturas mais baixas já foram registradas em diversas cidades do país.  

Na capital paulista, a temperatura máxima não deve passar dos 16°C. A chuva pode ganhar força por toda região metropolitana, com possibilidade de rajadas de vento de até 50km/h nesta terça-feira.

O estado de São Paulo também registrou formação de ciclone extratropical em alto mar. O fenômeno aumenta a com possibilidade de ressaca no litoral norte, com ondas de até 3 metros.

Leia também:
Planetários de todo país vão transmitir a chegada da primavera online; veja como
Fumaça das queimadas no Pantanal pode provocar chuva escura em São Paulo
Chuva escura chama atenção no RS; queimada no Pantanal pode ter causado fenômeno

Pedestres se protegem do frio e da chuva na Avenida Paulista, em SP
Pedestres se protegem do frio e da chuva na Avenida Paulista, região central de SP
Foto: Fábio Vieira – 21.ago.2020 / Estadão Conteúdo

Chuvas irregulares no RS

No Rio Grande do Sul, a preocupação é com as lavouras nesta primavera. É que o fenômeno La Niña pode trazer temporais em algumas regiões e ao mesmo tempo seca em outros municípios na hora do plantio do milho e da soja.

A máxima prevista para Porto Alegre nesta terça-feira é de 20ºC.

O fenômeno consiste na diminuição da temperatura da superfície das águas do Oceano Pacífico Tropical Central e Oriental. No Brasil, ele provoca a intensificação das chuvas na Amazônia, no Nordeste e em partes do Sudeste.

Para o final de setembro, ainda no começo da primavera, o estado gaúcho pode ter um episódio de chuva com altos volumes em diversas regiões. No entanto, de acordo com especialistas, algumas áreas do território gaúcho podem enfrentar déficit hídrico, com ameaça de prejuízos em lavouras de ciclo precoce como as de milho.

Historicamente, os efeitos do La Niña são sentidos mais no final da primavera e no começo do verão. Os tornados mais severos, que atingiram o estado nos últimos 20 anos, se formaram sob efeito do fenômeno.

Rio de Janeiro

A primavera chega ao Rio acompanhada de chuva, que pode ser fraca a moderada em pontos isolados da capital fluminense. Pode haver fortes rajadas de ventos ao longo do dia e a temperatura não passa dos 25ºC.

No sudeste, a previsão, de acordo com o INMET, é que ocorram convergências de ventos forçando maior concentração de umidade sobre os estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, facilitando a ocorrência de chuva. 

(Edição: André Rigue)

Mais Recentes da CNN