Cidade do Rio retoma aplicação da 2ª dose da Coronavac neste sábado

Calendário de vacinação dos adolescentes segue suspenso por falta de doses. Novas remessas de vacinas devem ser entregues até domingo

Vacinação contra a Covid-19 no Rio de Janeiro
Vacinação contra a Covid-19 no Rio de Janeiro Prefeitura do Rio de Janeiro

Isabelle Resendeda CNN

Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Após dois dias de paralisação, a cidade do Rio de Janeiro retoma a aplicação da segunda dose da Coronavac neste sábado (4). As doses foram entregues e liberadas na noite desta sexta-feira (3). Devido à logística de distribuição, que será feita pela manhã, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS-Rio) orienta que as pessoas programadas para D2 de Coronavac procurem os pontos de vacinação preferencialmente depois do meio-dia.

Os 280 postos vão funcionar, neste sábado, até as cinco da tarde. Já a vacinação com a primeira dose será destinada às pessoas com 30 anos ou mais, gestantes, puérperas, lactantes e pessoas com deficiência com 12 anos ou mais.

A imunização de adolescentes segue suspensa na capital. Nesta sexta-feira (3), a prefeitura retirou 86.604 doses de Pfizer destinadas à aplicação da segunda dose. A pasta ainda aguarda a entrega de novas remessas em quantidade suficiente para a retomada do calendário por idade na cidade.

Em nota, a SMS voltou a cobrar do Ministério da Saúde o envio proporcional de doses correspondente à população da cidade do Rio de Janeiro, como para os demais municípios do país.

“A SMS-Rio aguarda que o ministro da Saúde cumpra o anunciado e envie os 5% a mais de doses para o estado do Rio de Janeiro, tendo em vista a cidade do Rio de Janeiro ser a Capital brasileira com maior ocorrência da variante Delta”, diz o comunicado.

Procurado pela CNN, o Ministério da Saúde informou que a pasta tem, semanalmente, ampliado as entregas de vacinas contra a Covid-19. A previsão é de que, até domingo, novas remessas de vacinas contra a Covid-19 sejam entregues aos estados.

Com relação ao atraso na entrega da Coronavac, como alegou a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, o ministério informou que não possui pendência de segunda dose para a capital e que todo o quantitativo necessário para aplicação da D2 foi disponibilizado ao estado.

A pasta reiterou ainda que todas as unidades da federação devem cumprir as orientações pactuadas no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 e que não irá garantir doses para os que descumprirem o estabelecido entre representantes da União, estados e municípios.

Distribuição de mais doses A Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou, na noite dessa sexta-feira (3), o recebimento de 200.070 doses da vacina Pfizer para primeira aplicação e 858.800 doses de Coronavac para primeira e segunda aplicações.

Os imunizantes serão distribuídos durante o fim de semana aos 92 municípios fluminenses. Ao todo, serão distribuídas às cidades 1.058.870 doses de vacinas contra Covid-19. Segundo a pasta, esse é um dos maiores lotes de vacinas contra Covid-19 recebidos até agora.

A expectativa é de que, na segunda-feira (6), a Prefeitura do Rio retome a aplicação da primeira dose para os adolescentes. O novo calendário deve ser divulgado nos próximos dias.

Mais Recentes da CNN