Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Cinco municípios do RJ decretam situação de emergência após fortes chuvas

    Em Miracema, no noroeste fluminense, mais da metade da população foi atingida pelas enchentes

    O município de Santo Antônio de Pádua foi colocado em situação de emergência após registrar diversas vias alagadas
    O município de Santo Antônio de Pádua foi colocado em situação de emergência após registrar diversas vias alagadas Foto: Dyego Oliveira

    Cleber Rodriguesda CNN

    Rio de Janeiro

    Pelo menos cinco municípios do Rio de Janeiro decretaram situação de emergência nesta sexta-feira (11) por causa do acumulado de chuva dos últimos dias e pelos transtornos provocados pelos temporais.

    Segundo a Secretaria de Estado de Defesa Civil, o decreto foi anunciado pelas prefeituras de Miracema, Laje do Muriaé, Santo Antônio de Pádua, Italva e Itaocara. Os municípios de Aperibé e Itaperuna também foram bastante castigados, mas não decretaram situação de emergência.

    “As equipes da Secretaria de Estado de Defesa Civil permanecem in loco nos municípios da região Noroeste atingidos pelas chuvas dos últimos dias com a finalidade de apoiar a população e as Prefeituras”, diz a nota da Defesa Civil.

    Em Miracema, no Noroeste Fluminense, cerca de 15 mil moradores foram diretamente atingidos, o número equivale a mais da metade da população. Um dos motivos foi o transbordamento do Ribeirão Santo Antônio, que provocou o alagamento de estabelecimentos comerciais e casas.

    De acordo com a Defesa Civil municipal, 1.200 pessoas ficaram desalojadas e outras 200 ficaram desabrigadas. As famílias mais afetadas foram levadas para uma escola municipal que está servindo de alojamento provisório.

    Em Laje do Muriaé, a prefeitura informou que 900 pessoas foram afetadas diretamente. 452 estão desalojadas e 45 desabrigadas. De acordo com o executivo municipal, o número pode ser ainda maior, já que as equipes não tiveram acesso a todos os locais alagados.

    Em Itaperuna, maior cidade do Noroeste Fluminense, quase cem pessoas foram atingidas pelas cheias. Nesta sexta (11), equipes da prefeitura visitaram a zona rural do município.

    O governo estadual informou que “está auxiliando as localidades com materiais de ajuda humanitária”.