CNPq diz que encontrou causa de instabilidade, mas Lattes segue fora do ar

Segundo uma nota, o órgão já dispõe de novos equipamentos de TI e a migração dos dados foi iniciada antes do ocorrido

Fachada da sede do CNPq, em Brasília-DF
Fachada da sede do CNPq, em Brasília-DF Foto: Herivelto Batista/ASCOM-MCTIC

Renato Barcellos, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Os sistemas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), incluindo as Plataformas Lattes e Carlos Chagas, estão indisponíveis desde a segunda-feira (26). O órgão é vinculado ao Ministério da Ciência Tecnologia e Inovações.

Em publicação nas redes sociais, o CNPq informou que o problema que causou a indisponibilidade dos sistemas já foi diagnosticado e que os procedimentos a reparação já foram iniciados.

Ainda segundo a nota, o órgão já dispõe de novos equipamentos de Tecnologia da Informação e a migração dos dados foi iniciada antes do ocorrido. 

“Independentemente dessa migração, existem backups cujos conteúdos estão apoiando o restabelecimento dos sistemas. Portanto, não há perda de dados da Plataforma Lattes”, diz um trecho do comunicado.

Por fim, o CNPq afirmou que o pagamento das bolsas implementadas não será afetado e que todos os prazos de ações relacionadas ao fomento do órgão, incluindo a Prestação de Contas, estão suspensos e, de ofício, serão prorrogados.

O evento “Anúncio do Acordo de Cooperação Internacional entre o CNPq e a Fundação para a Ciência e a Tecnologia de Portugal” — que estava previsto para esta terça-feira (27) — precisou ser adiado por conta da indisponibilidade dos sistemas

A CNN procurou o Ministério da Ciência Tecnologia e Inovações, mas ainda não obteve resposta.

Mais Recentes da CNN