Primas de 4 e 7 anos morrem vítimas de bala perdida em Duque de Caxias

Secretaria Estadual de Saúde do RJ disse que as crianças já chegaram na unidade de saúde sem vida

Thayana Araújo e Pauline Almeida, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Duas crianças de 4 e 7 anos foram vítimas de bala perdida no RJ e morreram na noite de sexta no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Os sepultamentos das duas primas, Emily Victória Silva dos Santos e Rebeca Beatriz Rodrigues dos Santos, foram marcados para o final da tarde deste sábado (5).  

Segundo levantamento da plataforma Fogo Cruzado, 22 crianças (até 12 anos) foram baleadas este ano na região metropolitana do Rio de Janeiro, sendo que oito morreram. A ONG Rio de Paz fez uma homenagem com cartazes e brinquedos ao lado de placas que relembra outras crianças vítimas da violência na Lagoa Rodrigo de Freitas — os nomes de Emily e Rebeca também serão colocados em placas.

O Supremo Tribunal Federal determinou desde agosto deste ano a suspensão das incursões policiais em comunidades no estado enquanto durar o estado de calamidade pública decorrente da pandemia da Covid-19 e restringiu as operações aos casos excepcionais, que devem ser, ser informados e acompanhados pelo MP-RJ. 

Procurada, a Polícia Militar nega operação no local. Segundo a corporação, uma equipe do Batalhão de Duque de Caxias ouviu barulho de tiros na região, mas sem saber a localização exata dos disparos seguiu o patrulhamento normal.

Leia e assista também

RJ: Polícia mira grupo que usou moradores de comunidade para movimentar R$ 20 mi

Apenas 6,5% das operações policiais no Rio foram em área de milícia, diz estudo

Socorrista voluntário narra momento do resgate do acidente de ônibus em MG

Ainda segundo a PM, houve a comunicação de que duas pessoas baleadas foram levadas para uma Unidade de Pronto Atendimento. Os policiais foram até o hospital e descobriram que as vítimas eram duas crianças. 

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde do RJ disse que as crianças já chegaram na unidade de saúde sem vida. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense instaurou inquérito para apurar as circunstâncias em que as duas foram mortas. Algumas diligências foram feitas e a investigação está em andamento.

O município manifestou-se por meio de nota: “A Prefeitura de Duque de Caxias, em nome do prefeito Washington Reis, manifesta solidariedade à família de Emily e Rebeca Beatriz, vítimas de um episódio inaceitável de violência, nesta sexta-feira (04/12). Aos familiares e amigos das duas meninas, nossas sinceras condolências e o sentimento de extremo pesar. Reiteramos que esta Prefeitura não poderia deixar de expressar sua tristeza pelo ocorrido. Manifestamos nosso profundo respeito e rogamos a Deus que dê o conforto necessário aos corações enlutados. A PMDC coloca-se à disposição para combater a violência que assola todo o país e desejamos que a paz e a força da fé reinem no meio de todos.”

Protesto violência
Instalação da ONG Rio de Paz, na Lagoa Rodrigo de Freitas, homenageia crianças vítimas da violência
Foto: ONG Rio de Paz/Divulgação

 

 

 

Mais Recentes da CNN