RJ: Polícia mira grupo que usou moradores de comunidade para movimentar R$ 20 mi

De acordo com as informações da Polícia Civil, os criminosos utilizavam moradores de comunidades para depositarem grandes quantias em contas falsas

Da CNN
15 de outubro de 2020 às 07:50 | Atualizado 15 de outubro de 2020 às 07:52
Operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro
Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil realiza nesta quinta-feira (15) uma operação contra um grupo que utilizava moradores de comunidades fluminenses para fazer depósitos de grandes valores em contas falsas. Considerada uma das maiores organizações criminosas do Rio de Janeiro, o grupo chegou a movimentar aproximadamente R$ 20 milhões por meio do esquema.

De acordo com as informações da Polícia Civil, os criminosos utilizavam moradores de comunidades de Japeri, São Gonçalo, Cabo Frio e de Volta Redonda para depositarem grandes valores em contas falsas.

Leia e assista também:
RJ: Operação da PF mira esquema de propina para policiais em troca de proteção
PF deflagra operação contra tráfico internacional na fronteira com o Paraguai

Os moradores depositavam dinheiro em bancos a partir de municípios do Rio de Janeiro, destinando os valores para os estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul. A prática faz parte de um esquema de lavagem de dinheiro e pagamento pela remessa de drogas e armas para o grupo criminoso do Rio de Janeiro.

A ação desta quinta é realizada em quatro estados e pretende cumprir oito mandados de prisão temporária, 30 busca e apreensão, além de bloquear aproximadamente R$ 12 milhões nas contas bancárias dos criminosos e o sequestro de bens de alto valor.