Crivella diz que Rio pode voltar à normalidade em 15 dias

Luiza Muttoni

Da CNN, no Rio

Ouvir notícia

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, disse neste sábado (28) acreditar que, dentro de 15 dias, a cidade pode começar a voltar à normalidade. Mesmo assim, seguiu recomendando que, no momento, a população evite aglomerações. 

“Tenho a impressão de que, se mantivermos as curvas a níveis mais baixos que a nossa previsão otimista, em 15 dias a gente começa a voltar à vida normal”, disse.

O prefeito afirmou que já estão disponíveis mil vagas nos hotéis que estão auxiliando no isolamento de idosos, mas não soube informar quantas dessas vagas já estão ocupadas.

A maior preocupação, segundo Crivella, são os idosos com comorbidades e, entre eles, os que moram em comunidades, especialmente as que são próximas à Zona Sul, região com o maior número de casos confirmados na Capital Fluminense.

“Quero fazer um apelo, pois muitos idosos identificados como sendo do grupo de risco não querem ir aos hotéis e ficar longe da família. Os hotéis são excelentes. Têm Wi-Fi, portanto, ficarão em contato com a família, têm TV, banheiro, ar-condicionado, alimentação excelente, e os pacientes terão a visita dos médicos. É o que chamamos de isolamento vertical”.

A Prefeitura começou, nesta semana, a distribuição de 20 mil cestas básicas aos trabalhadores autônomos cadastrados no programa Ambulante Legal e aos taxistas auxiliares (que pagam diárias).

Também serão distribuídas 70 mil cestas básicas aos alunos da rede municipal de educação, que fazem parte do Bolsa Família e Cartão Carioca. 

Neste domingo (29), às 15h, haverá uma nova reunião no gabinete de crise montado no RioCentro, na Zona Oeste do Rio, para discutir novas medidas de enfrentamento ao coronavírus.

Mais Recentes da CNN