Desembargador é flagrado sem máscara novamente em praia de Santos

Em nota, Siqueira afirmou que não pode confirmar se as imagens divulgadas pela mulher foram registradas na data

Fabricio Julião, Fabrizio Neitzke e Julyanne Jucá,

Da CNN

Ouvir notícia

O desembargador Eduardo Siqueira, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), que foi multado em julho por se recusar a utilizar máscara em espaço público, desobedecendo um decreto municipal, foi visto caminhando na praia de Santos, novamente, sem o equipamento de proteção.

Uma moradora local teria fotografado o desembargador, nessa quarta-feira (5), caminhando na areia do canal 4, sem a máscara, enquanto ele falava ao telefone. 

Em nota, Siqueira afirmou que não pode confirmar se as imagens divulgadas pela mulher foram registradas na data alegada por ela. O desembargador disse que realiza o mesmo percurso na orla de Santos há anos, constantemente, e outras fotos suas com as mesmas roupas já haviam sido publicadas.

O desembargador Eduardo Siqueira em foto tirada na praia de Santos
O desembargador Eduardo Siqueira em foto tirada na praia de Santos
Foto: Reprodução/CNN (6.ago.2020)

“Esclareço que, desde o incidente no último dia 18 de julho, tenho usado a máscara facial nas minhas caminhadas matinais, o que já foi publicado na mídia diversas vezes desde então, sem prejuízo de, vez ou outra, longe de outras pessoas – como nas fotos em questão – abaixar a máscara para melhor respirar, como parecem fazer todos os cidadãos”, afirmou.

Leia e assista também:

Guardas municipais ofendidos por desembargador são homenageados em Santos
Desembargador é multado por se recusar a usar máscara em praia de Santos
Lei vale para todos, diz prefeito de Santos sobre desembargador que rasgou multa

O desembargador informou que recorreu da decisão do Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo, que instaurou um inquérito civil contra ele.

A Prefeitura de Santos comunicou que a Guarda Civil Municipal (GCM) não realizou abordagem ou aplicação de multa ao munícipe em questão desde o evento no dia 18 de julho.

Nota do desembargador

Venho a público esclarecer não poder confirmar que as minhas fotografias caminhando na praia, divulgadas em matérias e nas redes sociais hoje, foram realmente tiradas ontem (05/08/2020), pois faço o mesmo percurso há anos, rotineiramente, e outras fotos em que eu estava com a mesma vestimenta já foram publicadas antes, para noticiar justamente que eu estava usando a máscara facial.

A par disso esclareço que, desde o incidente no último dia 18 de julho, tenho usado a máscara facial nas minhas caminhadas matinais, o que já foi publicado na mídia diversas vezes desde então, sem prejuízo de, vez ou outra, longe de outras pessoas – como nas fotos em questão – abaixar a máscara para melhor respirar, como parecem fazer todos os cidadãos, mas a quem as mexeriqueiras de plantão não dão tanta atenção…

Aproveito o ensejo para informar que, na última segunda-feira (03/08/2020), recorri da decisão do Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo que instaurou um inquérito civil contra mim, conforme documento anexo. No mais, mantenho-me firme na defesa dos meus direitos e à inteira disposição dos órgãos competentes para maiores esclarecimentos.

 

Mais Recentes da CNN