Deslizamento em Angra dos Reis, no Rio, provoca mortes

Prefeitura afirmou que, nas últimas 48 horas, a cidade foi atingida por um volume de cerca de 655 milímetros, valor nunca antes registrado

João Pedro MalarHelena VieiraCamille Coutoda CNN

em São Paulo e no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Um deslizamento na cidade de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, resultou na morte de oito pessoas, incluindo uma menina de 4 anos. Outras três pessoas, de acordo com os relatos de parentes, estão desaparecidas.

O Corpo de Bombeiros informou ainda que o desabamento ocorreu por volta das 3h50 na Rua Francisco Cesário Alvim, no bairro de Monsuaba que atingiu quatro casas.

Segundo a prefeitura, os trabalhos de buscas continuam. Durante a madrugada deste domingo (3), um novo deslizamento foi registrado pela Defesa Civil, na mesma rua da Monsuaba, sem mais vítimas.

A prefeitura afirmou que, nas últimas 48 horas, a cidade foi atingida por um volume de cerca de 655 milímetros de chuva, um valor que nunca havia sido registrado no município.

“No momento, todo o contingente da Defesa Civil, acompanhado de profissionais de diferentes áreas do governo municipal, encontra-se nas ruas, para prestar apoio à população”, diz uma nota da prefeitura.

A nota da prefeitura também afirma que todas as 28 sirenes distribuídas pela cidade e localizadas em áreas de risco foram acionadas durante a madrugada para alertar moradores sobre possíveis deslizamentos e alagamentos.

No bairro de Monsuaba, foram registrados 655 milímetros de chuva em 48 horas, e o deslizamento atingiu ao menos quatro residências.

A prefeitura disse que disponibilizou abrigos para pessoas que precisarem deixar suas casas devido às chuvas, com 19 pessoas abrigadas até o momento.

“A Defesa Civil pede que as pessoas permaneçam em casa e só saiam em caso de ser esta a orientação pelas sirenes, SMS ou pessoalmente, pelos técnicos que estão nas ruas”, afirma a nota.

Ainda na Região Costa Verde, nas localidades Ponta Negra (Paraty) e Praia Vermelha (Angra dos Reis), também há relatos de deslizamentos.

Em Paraty, a prefeitura publicou um decreto na sexta-feira (1º) em que decretou situação de emergência em áreas afetadas por fortes chuvas a partir da quinta-feira (31), com inundações e alagamentos.

Já o município do Rio de Janeiro entrou em estado de atenção neste sábado, “devido à previsão de chuva moderada e ao volume de ocorrências em decorrência da chuva”, segundo a prefeitura.

Mais Recentes da CNN