É muito cedo para tomar decisão sobre Carnaval, avalia coordenador de SP

À CNN Rádio, João Gabbardo disse que o avanço no estado acontece de forma gradual e que é momento de flexibilizar o uso de máscaras

Carnaval de rua de São Paulo
Carnaval de rua de São Paulo Foto: Prefeitura de São Paulo/Divulgação

Amanda Garciada CNN

São Paulo

Ouvir notícia

O coordenador-executivo do Comitê Científico de São Paulo, João Gabbardo, avaliou que “é muito cedo para tomar uma decisão sobre o Carnaval” do ano que vem, em entrevista à CNN Rádio nesta quinta-feira (25).

“Estamos avançando de forma gradual, temos que ver como vai evoluir a pandemia, os dados da Europa são muito preocupantes, especialmente os com cobertura vacinal menor contra a Covid-19”, disse.

Gabbardo reforçou que a imunidade apresenta queda após 5 ou 6 meses da segunda dose, algo que pode refletir na situação europeia. “Por isso a necessidade da dose de reforço.”

O anúncio de que o estado de São Paulo planeja desobrigar o uso de máscaras a partir do dia 11 de dezembro foi defendido pelo coordenador, que disse que os indicadores, especialmente de vacinação, apontam para isso.

No entanto, ele fez a ressalva de que o item de proteção “não será mais obrigatório em ambientes abertos”, mas que as pessoas “ainda deverão carregar consigo as máscaras, para entrar em ambientes como supermercados e mercados.”

Gabbardo ainda lembrou que havia receio do Comitê para liberar o uso das máscaras, devido à mensagem passada para as pessoas: “Temos 15 dias para comunicar que a máscara, fora de ambientes abertos, continua sendo equipamento fundamental para reduzir a transmissibilidade da doença.”

Produção de Bel Campos

Mais Recentes da CNN