Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Em meio à Cúpula da Amazônia, maior navio de guerra da Marinha atraca pela 1ª vez em Belém

    Navio-Aeródromo Multipropósito tem a maior capacidade de transporte e operação de aeronaves da Marinha e estará aberto para visitação na quarta-feira (9)

    Navio-Aeródromo Multipropósito “Atlântico” atraca em Belém
    Navio-Aeródromo Multipropósito “Atlântico” atraca em Belém Marinha do Brasil

    Flávio Ismerimda CNN

    São Paulo

    O maior navio de guerra da Marinha do Brasil e da América Latina atracou pela primeira vez, no sábado (5), em Belém, no Pará. O Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) “Atlântico” estará aberto para visitação na quarta-feira (9), no porto da cidade.

    Entre esta terça-feira (8) e quarta-feira, a capital paraense recebe a Cúpula da Amazônia — evento que reunirá os oito representantes dos países signatários do Tratado de Cooperação Amazônica (TCA): Brasil, Bolívia, Colômbia, Guiana, Equador, Peru, Suriname e Venezuela.

    Segundo o comandante em chefe da esquadra, o vice-almirante Edgar Luiz Siqueira Barbosa, o NAM “Atlântico” é o navio com a maior capacidade de transporte e operação de aeronaves.

    “É o maior navio em termos de comprimento e de capacidade de combate. As aeronaves, inclusive, poderão ser visitadas e algumas viaturas blindadas do Corpo de Fuzileiros Navais, que estarão no convés de voo do navio, também. Então, é uma grande satisfação e honra para a Marinha trazer o navio a Belém, pela primeira vez, e estar presente, aqui, na Cúpula da Amazônia. Vai ser um prazer receber os paraenses e os demais brasileiros”, destacou o Almirante Edgar.

    Vídeo — Cúpula da Amazônia começa hoje em Belém

    Maduro cancela vinda e envia vice

    O presidente Nicolás Maduro, da Venezuela, cancelou na noite de segunda-feira (7) sua participação na Cúpula da Amazônia. Para representá-lo, o venezuelano enviou a vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, que já está na capital paraense.

    O motivo do cancelamento seria uma infecção nos ouvidos. Ontem, Maduro já tinha cancelado uma agenda em seu país por conta de um quadro de otite média, segundo ele.

    Além de Maduro, já haviam anunciado que não participariam da Cúpula os presidentes do Equador, Guillermo Lasso, e do Suriname, Chan Santokhi.

    Na quarta-feira, representantes de outros países em desenvolvimento com florestas tropicais se juntarão ao encontro.

    Veja imagens da Amazônia, a maior floresta tropical do mundo

    Com informações da Agência Marinha de Notícias