Empresários do setor de turismo pedem volta do horário de verão

O horário de verão foi abolido em abril de 2019 por Bolsonaro sob o pretexto de aumentar a produtividade

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Empresários do setor de bares hotéis e restaurantes enviaram carta para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e para o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, pedindo a volta do horário de verão.

A iniciativa está sendo liderada pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), que afirma que a mudança poderia ajudar o setor, que ganharia uma hora a mais de faturamento no final do dia.

O horário de verão foi abolido em abril de 2019, por decreto de Bolsonaro, que, na época, apresentou um estudo do Ministério de Minas e Energia (MME) que chegava à conclusão que, com o fim da mudança temporária, o consumidor teria uma economia de R$ 100 milhões.

O instrumento foi usado de 2008 a 2018 visando economizar o consumo de energia em 10 estados que registram maior luminosidade entre outubro e fevereiro.

 

Empresário afirmam também que a volta do horário de verão pode ajudar no esforço para conter a demanda de energia elétrica no final do dia.

Questionado recentemente pela CNN sobre o pedido, o Ministério de Minas e Energia disse que a contribuição do horário de verão no consumo é “atualmente limitada”, porque a “maneira que gastamos energia mudou” e que “não observamos que a aplicação do horário de verão traga benefícios para a redução da demanda.”

Restaurantes em SP poderão retomar atendimento presencial, com restrições, no di
Bares em SP
Foto: Rovena Rosa – 16.jul.2020/Agência Brasil

 

 

Mais Recentes da CNN