Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Enchentes no RS: hospital em Rio Grande terá que transferir pacientes

    Transbordamento da Lagoa dos Patos oferece risco ao funcionamento da unidade, que é referência na região

    Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr., da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg), não poderá mais receber novos pacientes
    Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr., da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg), não poderá mais receber novos pacientes Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares

    Carolina Figueiredoda CNN

    O Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr., da Universidade Federal do Rio Grande (Furg), anunciou nesta sexta-feira (17) que não vai receber novos pacientes e precisará transferir os que estão atualmente internados, de forma gradativa, para outras unidades. A medida foi tomada em meio às enchentes históricas que atingem o Rio Grande do Sul.

    Localizado próximo a Lagoa dos Patos, o hospital está em uma área considerada de risco na cidade e já teve parte de sua estrutura invadida pela água. De acordo com a última atualização da Prefeitura de Rio Grande, a Lagoa dos Patos estava com 2,54 metros na manhã desta sexta (17), 64 centímetros acima do nível do cais. Cerca de 750 pessoas estão em abrigos da prefeitura.

    De acordo com a superintendente do HU-Furg, Sandra Brandão, mesmo com todas as medidas preventivas adotadas, a decisão de transferência dos pacientes se deu principalmente pela possibilidade de desligamento da energia elétrica na região.

    Conforme a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), responsável pelo hospital, as transferências começarão pelos pacientes internados nas unidades de terapia intensiva, sendo primeiramente removidos aqueles que estão em ventilação mecânica. Posteriormente, serão os pacientes de alta dependência e, por último, os com maior autonomia.

    Os pacientes devem ser transferidos para hospitais da região Sul do estado.

    O Hospital Universitário da HU-Furg é referência em maternidade de alto risco para a região do litoral lagunar do Rio Grande do Sul. Com o novo cenário, a referência passa a ser o Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE-UFPel) e a Santa Casa de Caridade de Bagé.