Escola-modelo no Rio para nova metodologia educacional homenageia Elza Soares

Ginásio Experimental Tecnológico terá ênfase em robótica e estimulará a cultura maker

Escola-modelo que pretende disseminar a educação tecnológica recebeu o nome da cantora Elza Soares
Escola-modelo que pretende disseminar a educação tecnológica recebeu o nome da cantora Elza Soares Divulgação/Prefeitura do Rio de Janeiro

Stéfano Sallesda CNN

No Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Faltando pouco mais de um mês para o início dos desfiles de carnaval no Rio de Janeiro, um símbolo da festa e da cultura popular foi homenageado nesta quarta-feira (23). O primeiro Ginásio Experimental Tecnológico do município, escola-modelo que pretende disseminar a educação tecnológica, recebeu o nome da cantora Elza Soares, morta em 20 de janeiro, aos 91 anos.

A unidade fica no Rocha, Zona Norte, e representa um novo modelo educacional que, com ênfase em inovação, pretende abordar os conteúdos didáticos a partir de experiências e necessidades reais trazidas pelos estudantes. A escola, da rede municipal, atenderá alunos até o sexto ano, começará a funcionar com cerca de 200 alunos e terá capacidade para 300.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, o ensino utilizará a metodologia Steam, que pretende combinar ciência, tecnologia, engenharia, arte e matemática, com ênfase em ferramentas práticas. O objetivo é usar os laboratórios colaborativos, com impressora 3D e robótica, e estimular nos jovens a cultura maker, que busca estimular que os estudantes fabriquem e consertem itens com as próprias mãos.

O secretário Renan Ferreirinha explica que a estratégia é espalhar unidades educacionais do modelo pela cidade nos próximos anos.

Essa é a primeira, teremos cinco dessas até o fim do ano e 22 até 2024, seguindo o Plano Estratégico do Município. Temos 11 regionais na cidade e faremos duas em cada uma. Essa é a escola pública mais inovadora do Brasil. Um modelo extremamente inovador e repleto de simbolismo, porque pensa em inovação e é dedicada a Elza Soares, uma artista que inovou até seu último suspiro.

Renan Ferreirinha, secretário municipal de Educação do Rio de Janeiro

A seleção de alunos priorizou aqueles que moram próximo à escola ou que estudavam em unidades vizinhas. Segundo o secretário, o Ginásio Experimental Tecnológico Elza Soares funcionará também como espaço para formação e professores que vão trabalhar na rede utilizando a metodologia Steam.

Ensino utilizará a metodologia Steam, que pretende combinar ciência, tecnologia, engenharia, arte e matemática, com ênfase em ferramentas práticas /

“Ela está na Zona Norte, mas a existência dela beneficia toda a rede e comunidade, em um modelo que vai se espalhar e que representa a retomada do Projeto Fábrica de Escolas”, conclui Ferreirinha.

O evento de inauguração contou com a presença de familiares de Elza Soares e teve uma apresentação da bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, agremiação do coração da cantora e que a homenageou no carnaval de 2020, com o enredo “Elza Deusa Soares”. Símbolo do novo modelo educacional proposto pela escola, um robô de quase três metros de altura não mostrou muito ritmo, mas caiu no samba.

Mais Recentes da CNN