Estradas de MG tiveram mais de 700 casos de erosões, danos e quedas em 15 dias

Números foram divulgados pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG)

Raphael CoracciniDanilo Moliternoda CNN

Ouvir notícia

As autoridades de Minas Gerais registraram pelo menos 704 ocorrências em estradas estaduais relacionadas a quedas de barreiras, erosões de pistas, aterros e taludes, danos em pontes e nos pavimentos de trechos asfaltados e de terra.

Os dados, relacionados aos quinze primeiros dias do ano, foram divulgados pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), que tem atuado na segurança e manutenção das estruturas com o auxílio da Defesa Civil, Bombeiros, Polícia Militar e prefeituras.

Os problemas encontrados ao longo das vias estaduais estão relacionados ao excesso de água e infiltração nos terrenos, que tornam as estruturas mais suscetíveis a desabamentos, desmoronamentos, deslizamentos e eventos relacionados.

Do dia 1º até o dia 20 de janeiro, os volumes totais de chuva nas regiões mais afetadas de Minas Gerais estiveram entre 250 mm e 400 mm. Em alguns casos, como no centro-sul do estado, os picos chegaram a 500 mm.

As áreas mais afetadas foram entre Janaúba e Salinas, no norte do estado; Jequitinhonha, na região nordeste; Patos de Minas, no noroeste; Ponte Nova, na Zona da Mata; e Coronel Fabriciano, no Vale do Aço.

O Governo do Estado anunciou um investimento de R$ 603 milhões para recuperação da infraestrutura e suporte a pessoas em cidades afetadas pelos temporais.

Pouco mais de R$ 100 milhões serão aplicados para a desobstrução de vias e recuperação de acessos em estradas e rodovias no estado, afirma o governo.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a chuva deve continuar nos próximos dias, mas de maneira esparsa, e não há indícios de configuração de outro episódio chamado de zona de convergência do Atlântico Sul, que foi responsável pelo excesso de chuva no início do mês.

Mais Recentes da CNN