Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Exército e prefeitura do Rio organizam 7 de setembro, Defesa cobra TSE e mais de 2 de agosto

    Desfile comemorativo da Independência do Brasil na capital fluminense está sendo organizado há pelo menos um mês pelos militares e pela gestão municipal

    Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro na orla da Praia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, em 7 de setembro do ano passado
    Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro na orla da Praia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, em 7 de setembro do ano passado Daniel Resende/Enquadrar/Estadão Conteúdo (07/09/2021)

    CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    Organização do 7 de setembro, há pelo menos um mês, pelo Exército e a prefeitura do Rio de Janeiro e a cobrança do Ministério da Defesa ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para o acesso aos códigos-fonte das urnas eletrônicas estão entre os destaques desta terça-feira (2).

    Exército e prefeitura organizam 7 de setembro no Rio

    O Exército e a prefeitura do Rio de Janeiro organizam, há pelo menos um mês, o desfile comemorativo da Independência do Brasil no Centro da cidade. Uma ata de reunião realizada no último dia 05 de julho entre o Comando Militar do Leste e órgãos da gestão municipal revela que a proximidade das eleições com o desfile foi mencionada, e que os militares solicitaram que as equipes escaladas para trabalhar permaneçam “sem caracterização partidária (bottons, camisas ou bandeiras)”.

    Defesa cobra TSE por informações sobre urnas

    O Ministério da Defesa voltou a pedir acesso aos códigos-fonte das urnas eletrônicas e dados de pleitos anteriores ao TSE. Dessa vez, estipulou prazo até 12 de agosto para receber as informações, segundo a pasta, devido ao “exíguo tempo disponível até o dia da votação” das eleições deste ano para que as Forças Armas possam analisar as informações.

    Pelosi aterrissa em Taiwan em meio com China

    A presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, desembarcou em Taipé, marcando uma demonstração significativa de apoio a Taiwan, apesar das ameaças de retaliação da China pela visita. “A visita de nossa delegação do Congresso a Taiwan honra o compromisso inabalável dos Estados Unidos em apoiar a vibrante democracia de Taiwan”, apontou Pelosi em comunicado. Ela acrescentou que a visita de sua delegação no Congresso, que inclui uma pernoite, está completamente alinhada com a política de longa data dos EUA em Taiwan.

    Chile investiga origem de buraco no Atacama

    Autoridades do Chile começaram a investigar um misterioso buraco de cerca de 25 metros de diâmetro que apareceu no fim de semana em uma área de mineração no norte do país. O Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin) tomou conhecimento do buraco no sábado (30) e enviou funcionários especializados para a área.

    China lançará “operações militares direcionadas”

    Os militares chineses foram colocados em alerta máximo e lançarão “operações militares direcionadas” em resposta à visita de Nancy Pelosi a Taiwan, disse o Ministério da Defesa. Separadamente, o Comando de Teatro Oriental do Exército de Libertação Popular da China (ELP) informou que realizará operações militares conjuntas perto de Taiwan a partir da noite de terça-feira.

    Mais Recentes da CNN