Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Geolocalização de celular ajuda a encontrar 49 pessoas desaparecidas no RS

    Informações são levantadas pelo Laboratório Cibernético do Ministério da Justiça com base no último aplicativo usado pela pessoa que está sendo procurada

    Elijonas Maiada CNN

    Em Brasília

    As equipes de resgate no Rio Grande do Sul já conseguiram encontrar 49 pessoas que estavam desaparecidas após as enchentes no estado com base na geolocalização dos celulares.

    As informações são levantadas pelo Laboratório de Operações Cibernéticas (CiberLab), da Diretoria de Operações e Inteligência do Ministério da Justiça, com base no último aplicativo usado pela pessoa, seja de mensagem ou rede social.

    A ação é coordenada pelo Ciberlab com a Polícia Civil do Rio Grande do Sul e tem apoio das polícias civis do Pará, Pernambuco e Sergipe, que auxiliam com tecnologia.

    Dessas 49 vítimas das fortes chuvas e alagamentos resgatadas até a noite desta quarta-feira (15), 47 estavam vivas e duas haviam morrido.

    Com o conteúdo levantado de forma tecnológica, tudo é repassado às forças de segurança que estão atuando na linha de frente e, com isso, os resgates são realizados.

    Segundo informações do CiberLab/Diopi, o setor está interagindo com provedores de aplicação e analisando a geolocalização por meio de pedidos emergenciais. Assim, a geolocalização é obtida a partir do último momento que o desaparecido utilizou algum aplicativo no seu telefone.

    Pelo último boletim da Defesa Civil do estado, 76.620 pessoas foram resgatadas desde o começo da força-tarefa. Mas ainda há 104 desaparecidos. As mortes confirmadas chegam a 151.