Governador pede jatinho emprestado a político para levar vacina até o RJ

Avião foi emprestado pelo suplente de senador Luiz Pastore, que confirmou a informação à CNN

Avião que levou as doses ao estado foi emprestado ao governador
Avião que levou as doses ao estado foi emprestado ao governador Foto: CNN (18.jan.2021)

Leandro Resende, Fernando Molica e Larissa Rodrigues, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Diante dos problemas de logística na distribuição das vacinas, o governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), precisou solicitar um avião emprestado para trazer doses da Coronavac a tempo de começar a vacinação aos pés do Cristo Redentor.  

O jatinho foi emprestado pelo suplente de senador Luiz Pastore, que confirmou a informação à CNN. Ele disse que deixou a aeronave “à disposição” do governo do Rio de Janeiro. Ele afirmou não saber quantas caixas vieram para o estado. 

Segundo ele, apenas dois tripulantes e as caixas com as doses da Coronavac fizeram o trajeto entre São Paulo e a capital fluminense. 

Suplente da senadora Rose de Freitas (MDB-ES), Pastore é sócio-administrador da IBR-LAM Laminação de Metais, e o avião, um Cessna 560XLS, está registrado em nome da empresa.  

Também conhecida como Ibrame – Indústria  Brasileira de Metais -, a empresa tem origem em Santa Catarina e, em 2014, inaugurou a primeira fábrica de laminação de vergalhão de cobre do estado do Rio de Janeiro, em solenidade que contou com as presenças de Sérgio Cabral (MDB) e Michel Temer (MDB), então governador do Rio e vice-presidente da República.

Dois anos antes, Cabral assinara decreto que concedia incentivos fiscais para a chamada cadeia do cobre. O ICMS cairia de 19% para 2% se o produto fosse vendido no próprio Estado do Rio de Janeiro.

Em janeiro, quando exercia o mandato no Senado, Pastore acompanhou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em sua viagem à Índia.

Mais Recentes da CNN