Atraso de voos adia início da vacinação contra Covid-19 nos estados

Após atrasos, o Ministério da Saúde refez o plano de entrega das vacinas e conseguirá garantir o início da vacinação em alguns estados somente à noite ou amanhã

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
18 de janeiro de 2021 às 18:11 | Atualizado 19 de janeiro de 2021 às 07:15

 

Após atrasos, o Ministério da Saúde refez o plano de entrega das vacinas e conseguirá garantir o início da vacinação em alguns estados somente à noite ou amanhã (19). A previsão era às 17h desta segunda-feira (18). Por outro lado, o governo federal ampliou o número de doses e decidiu enviar todo o estoque de 4 milhões e 637 mil vacinas. Na versão inicial do plano divulgado pelo Ministério da Saúde, havia cerca de 1 milhão de doses a menos, nesta primeira leva.

Uma nova tabela com o horário, tipo de voo e número de doses, a que a CNN teve acesso, foi divulgada nesta tarde aos governadores. Estados que receberiam as vacinas em aviões da FAB, como Piauí e Goiás, já estão com as doses. O Rio de Janeiro recebeu apenas uma pequena parcela de doses, em um avião fretado, caso contrário não conseguiria iniciar a vacinação hoje.

 

Rio de Janeiro intensifica campanha de vacinação contra sarampo; em 2020, estado já registrou 196 casos da doença
Foto: Tânia Rêgo - 1.fev.2020/ Agência Brasil


 O voo que irá para o Rio, com maior número de doses, foi remarcado para esta terça-feira (19), com chegada às 4h46 da madrugada. Já os estados do Paraná, Alagoas e Rio Grande do Norte estão sem confirmação de voo até o momento. Foi incluído também o uso de um avião da Polícia Federal, que fará o transporte para Tocantins. O estado inicialmente receberia as vacinas por meio de um avião comercial, às 10h55 da manhã. O avião chegou, porém sem vacina.

O governador tocantinense, Mauro Carlesse, havia gravado um vídeo ao lado do estoque de vacinas anunciando o início da imunização para as 17 horas. Agora, a previsão de chegada ainda das vacinas é de 17h50. Depois, já à noite, o governo local afirma que fará uma vacinação simbólica, com poucas pessoas.

Bahia e Maranhão, pela nova previsão, só verão vacina depois das 10 horas da noite. No Pará, a entrega é estimada para depois das 11 horas da noite. 

Alguns governadores atribuem o atraso à demora da cerimônia simbólica de entrega das vacinas, realizada pela manhã em São Paulo. O carregamento, de acordo com os governadores, começou a ser feito somente depois do encontro com Pazuello.

Ampliação de doses

A pasta informou à coluna que o Programa Nacional de Imunizações (PNI) fez ajuste no número de doses por unidade da federação, de acordo com a quantidade de grupos prioritários. O Amazonas, que vive a pior crise na pandemia, receberia 134 mil doses, agora terá 256 mil vacinas à disposição. Piauí teria 29 mil, agora aparece com 61 mil. Veja a listagem completa abaixo: 

Foto: Ministério da Saúde