Governo de SP autua Bolsonaro por não usar máscara em manifestação na Capital

O deputado federal Eduardo Bolsonaro e o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, também receberam multa no valor de R$ 552,71 cada

Ana Carolina Nunes, da CNN Brasil

Ouvir notícia

 
O Governo do Estado de São Paulo autuou o Presidente da República Jair Bolsonaro na manhã deste sábado (12) após equipes da Saúde e Segurança Pública flagrarem o político sem máscara durante uma manifestação na capital paulista. O valor da autuação é de R$ 552,71.

Os ministros da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, também receberam autuações no valor de R$ 552,71 para cada um por também não usarem máscaras.

Além dos ministros, outros seis deputados também receberam a multa: Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Carla Zambelli (PSL-SP), Cezinha de Madureira (PSD-SP), Coronel Tadeu (PSL-SP), Hélio Lopes (PSL-RJ) e Gil Diniz (sem partido).

A CNN Brasil procurou as autoridades para comentar as multas e aguarda retorno.

Bolsonaro participa de ‘motociata’ que partiu da zona norte de São Paulo mais cedo e seguiu para a cidade de Jundiaí (cerca de 60km de São Paulo). O ato deve ser encerrado na praça do Obelisco, monumento em frente ao Parque do Ibirapuera, na capital paulista.

O governo enviou às autoridades um documento que “pontua a necessidade da manutenção das medidas preventivas já conhecidas e preconizadas pelas autoridades sanitárias internacionais, como uso de máscara e distanciamento”. O uso de máscaras é obrigatório no Estado de São Paulo desde maio de 2020, conforme Decreto nº 64.959 e resolução SS 96.

As autuações com base no Código Sanitário a estabelecimentos por descumprimento das regras preveem multa de até R$ 290 mil. Pela falta do uso de máscara, a multa é de R$ 5.294,38 por estabelecimento, por infrator. Transeuntes em espaços coletivos também podem ser multados em R$ 552,71 pelo não uso da proteção facial.

Bolsonaro com motoqueiros em manifestação (12-06-2021)
O presidente Jair Bolsonaro com motoqueiros e sem máscara durante manifestação nesta sábado (12-06-2021)
Foto: Reprodução / CNN

Balanço

A Vigilância Sanitária Estadual realizou, de 1º de julho de 2020 a 31 de maio de 2021, 312.444 inspeções e 7.340 autuações por diversas infrações às normas de prevenção da Covid-19.

O descumprimento das regras de funcionamento podem render aos estabelecimentos autuações com base no Código Sanitário, que preveem multa de até R$ 290 mil. Pela falta do uso de máscara, a multa é de R$ 5.294,38 por estabelecimento, por infrator. Transeuntes em espaços coletivos também podem ser multados em R$ 552,71 pelo não uso da proteção facial.

Com informações de Estadão Conteúdo.

Mais Recentes da CNN