Bolsonaro participou de passeio de moto com apoiadores neste sábado em SP

Evento com motociclistas interditou trecho da Rodovia dos Bandeirantes, impactou o trânsito na capital e mobiliza 6,7 mil policiais

Da CNN, em São Paulo
12 de junho de 2021 às 10:34 | Atualizado 12 de junho de 2021 às 15:15

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou de um passeio de moto com apoiadores na manhã deste sábado (12), em São Paulo. 

O ato começou às 10h no Sambódromo do Anhembi, na Zona Norte da capital paulista. O passeio seguiu até Jundiaí, a cerca de 50 km da capital, e retornou a São Paulo. O fim do evento foi numa concentração no Parque Ibirapuera.

O passeio causou lentidão na Marginal Tietê. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego de SP, a pista central da via chegou a ficar bloqueada para o evento. O órgão também fez bloqueios por onde a caravana passava. 

A Rodovia dos Bandeirantes também ficou interditada para veículos entre os km 14 e 61 em ambos os sentidos. Segundo a CCR, que administra a via, os acessos das Rodovias Anhanguera e Dom Gabriel para a Rodovia dos Bandeirantes nesta região ficaram interditados. 

A Polícia Militar paulista, que manteve conversas com o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) ao longo da semana, reforçou a vigília de pontes e viadutos por onde a caravana passou, para evitar que objetos fossem arremessados nos manifestantes. 

Segundo informações da Secretaria Estadual da Segurança Pública, cerca de 6,7 mil policiais devem trabalhar no acompanhamento da manifestação.

Além do aparato formal, ostensivo, montado com pessoal do Comando Militar do Sudeste, das polícias Federal, Militar e Civil, Bolsonaro teve ainda um reforçado esquema de segurança próxima. 

O GSI destacou agentes usando motos, infiltrados entre os motociclistas manifestantes, além dos batedores e dos agentes do grupo regular da presidência.

(Com informações de Estadão Conteúdo)

Jair Bolsonaro com motoqueiros na Rodovia dos Bandeirantes, em São Paulo (12-06-2021)
Foto: Reprodução / CNN