Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo Federal repassa R$ 30 milhões para desobstrução de rios em Manaus

    Por causa da estiagem, navios não conseguem chegar ou sair de capital do Amazonas

    Lago Puraquequara atingido pela seca, em Manaus
    Lago Puraquequara atingido pela seca, em Manaus 06/10/2023REUTERS/Bruno Kelly

    Guilherme Gamada CNN*

    O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR), por meio da Defesa Civil Nacional, autorizou, nesta quarta-feira (22), o repasse de R$ 30 milhões para a cidade de Manaus, no Amazonas.

    De acordo com a pasta, os recursos serão destinados a obras de dragagem nos igarapés São Raimundo, Educandos e Tarumã, para a desobstrução e manutenção da profundidade do leito móvel e garantir a navegabilidade.

    “Estamos com dois navios parados em Itacoatiara esperando que o rio suba para passar. Cada um tem cerca de 700 contêineres para Manaus”, afirma Luís Fernando Resano, diretor-executivo da Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem (Abac), à CNN.

    Cabe ressaltar que a liberação dos igarapés garante a circulação da sociedade da região e a cabotagem, o abastecimento e saída de produção da região

    De acordo com a Abac, nenhum navio da cabotagem chegou a Manaus nos últimos 30 dias. A estimativa é de 15 mil contêineres deixaram de chegar e sair de Manaus e igual número deixou de sair de Manaus. A projeção inicial de perda de impacto na navegação se intensificou: mais de 60% do que deveria ser transportado pode deixar de ser durante este período.

    “A Amazônia vem sofrendo muito com a estiagem e um dos problemas de Manaus é exatamente restabelecer a navegabilidade nos rios e igarapés, que são as nossas ruas”, destacou o ministro Waldez Góes, durante reunião com o prefeito de Manaus, David Almeida.

    A Defesa Civil do estado infoma, nesta quarta-feira (22), que, nos últimos cinco dias, o nível do Rio Negro, em Manaus, subiu 35 cm. Todos os 62 municípios amazonenses seguem em situação de emergência. O Amazonas tem 598 mil pessoas afetadas até o momento pela seca severa, ou 150 mil famílias.

    *sob supervisão de Elis Franco