Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Idosa envenena, esquarteja e espalha restos mortais do marido em rodovia no MS

    Esposa teria confessado a autoria do crime em depoimento à Polícia Militar do estado

    Idosa confessou o crime à Polícia Civil do Mato Grosso do Sul e foi presa em flagrante
    Idosa confessou o crime à Polícia Civil do Mato Grosso do Sul e foi presa em flagrante Divulgação/Polícia Civil

    Gabriele KogaFlávio Ismerimda CNN

    em São Paulo

    Uma mulher de 61 anos confessou à Polícia Civil do Mato Grosso do Sul que espalhou os restos mortais do marido, de 64 anos, na BR-158, na altura de Selvíria (MS) após envenená-lo e esquartejá-lo. A idosa foi presa em flagrante.

    Na quinta-feira (25), os policiais foram chamados após um homem ter encontrado o tronco de um homem — sem as pernas, os braços ou a cabeça — dentro de uma mala às margens da rodovia, que cruza o país de norte a sul e liga o estado do Pará ao Rio Grande do Sul.

    A PCMS chegou à autora do crime de homicídio após receber informações de que a vítima estava desaparecida desde o último sábado (20) e ouvir dos vizinhos do casal que eles brigavam muito.

    A princípio, a idosa negou ter envolvimento no caso, mas a polícia identificou contradições no depoimento que levaram à confissão do crime. Ela confirmou que matou o marido com veneno de rato na quinta-feira (25) e, sem saber o que fazer com o corpo, decidiu esquartejá-lo, colocar o tronco dentro de uma mala.

    No mesmo dia, ela colocou o tronco dentro da mala e descartou na rodovia. O restante do corpo foi guardado em seu congelador, onde ela também armazenava alimentos para produzia lanches que vendia.

    Foi somente no dia seguinte (26) que ele jogou as outras partes já congeladas na beira da rodovia.