Interdição de aeronaves clandestinas e mais notícias da tarde de 6 de julho

As principais notícias da tarde desta segunda-feira

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Os cotados para o comando do Ministério da Educação (MEC), a liberação de mais um lote do auxílio emergencial e do pagamento do FGTS e a reportagem da CNN sobre o aumento das interdições de aeronaves clandestinas estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta segunda-feira, 6 de julho de 2020.

Auxílio emergencial 

O governo federal liberou o saque de mais um lote da primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 e também começou o pagamento, via poupança digital da caixa, do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para os trabalhadores nascidos em fevereiro.

Ministério da Educação

O Brasil entra na terceira semana sem ministro da Educação. Segundo informações dos colunistas Basília Rodrigues e Igor Gadelha, dois nomes estão em análise para o cargo: o do educador Aristides Cimadon e o da secretária Nacional de Educação Básica, Ilona Becskeházy.

China

A China suspendeu as importações de mais dois frigoríficos, restringindo ainda mais as exportações brasileiras em meio a pandemia. Ao todo, seis unidades estão impedidas de exportar para o país asiático, que é o maior comprador de carnes do Brasil.

Aeronaves clandestinas

Uma reportagem exclusiva da CNN aponta que a interdição de aeronaves clandestinas cresceu mais de cinco vezes desde 2017. Os dados estão em um relatório interno apresentado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) no fim do ano passado a entidades do setor aéreo. 

Tratamento contra HIV

Um estudo brasileiro da Universidade Federal de São Paulo conseguiu eliminar o vírus HIV de um paciente que vivia com o vírus há sete anos. A próxima fase da pesquisa deve contar com 60 pessoas e vai incluir mulheres como voluntárias — a primeira fase contou apenas com homens.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

 

Mais Recentes da CNN