Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    João de Deus é condenado a mais 48 anos de prisão por crimes sexuais

    Seis processos contra o médium ainda aguardam julgamento no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO)

    O líder religioso João de Deus sendo encaminhado para a prisão em Goiás (16.dez.2018)
    O líder religioso João de Deus sendo encaminhado para a prisão em Goiás (16.dez.2018) Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

    Carolina FigueiredoLucas Schroederda CNN

    em São Paulo

    O médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, foi condenado a mais 48 anos e seis meses de prisão por crimes sexuais cometidos contra cinco vítimas entre 2015 e 2016.

    Na decisão do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, (TJ-GO), João de Deus também foi condenado a indenizar cada uma das vítimas em R$ 60 mil.

    Seis processos contra o médium ainda aguardam julgamento no TJ-GO. Um está na fase de elaboração de sentença e os demais nas alegações finais. João de Deus segue em prisão domiciliar.

    Relembre o caso

    João Teixeira de Faria teve prisão preventiva decretada em dezembro de 2018 e preso dois dias depois. Uma semana antes, as denúncias contra ele, envolvendo os crimes de natureza sexual, foram veiculadas em um programa de televisão.

    Após o material ter ido ao ar, outras vítimas procuraram a polícia e o Ministério Público para prestar queixas contra ele.